1535

Prefeitura Municipal de Araci

Pular para o conteúdo
Última atualização: 10 junho 2024 às 11:08:28
|
Prefeitura Municipal de
Araci


Programas, Projetos e Ações


Nesta seção o cidadão encontra à implementação, acompanhamento e resultados dos programas, projetos e ações dos órgãos e entidades públicas, bem como metas e indicadores propostos

Utilize o(s) campo(s) abaixo para pesquisar

Foram encontrados 141 resultados para a pesquisa.

Órgão: Prefeitura Municipal de Araci

PROGRAMA NÚCLEO DE APOIO A SAÚDE DA FAMÍLIA/ NASF


Número: 23

Responsável: Secretaria de Saúde

Descrição: O NASF Núcleo de Apoio à Saúde da Família foi criado pelo Ministério da Saúde com o intuito de ampliar a resolubilidade das Equipes de Saúde da Família por meio do apoio de especialistas no desenvolvimento de ações básica de saúde. O Nasf é constituído por equipes de profissionais de diferente áreas do conhecimento para atuar em conjunto com os membros das ESF. O núcleo de apoio a família realiza ações em unidades básicas, grupos de atividade física na Praça da Bíblia e na Academia da Saúde da Cidade por meio do projeto intitulado de Saúde sob medida. Além de atua em conjunto com a equipe do PSE Programa de Saúde nas Escolas, levando temas de saúde para o ambiente escolar.

Metas: Os Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF) foram criados pelo Ministério da Saúde em 2008 com o objetivo de apoiar a consolidação da Atenção Básica no Brasil, ampliando as ofertas de saúde na rede de serviços, assim como a resolutividade, a abrangência e o alvo das ações. No período de janeiro a junho de 2019 o Nasf criou espaços de discussão para a gestão de cuidado.

Indicadores: Em processo

Resultados: Esta atuação integrada permite realizar discussões de casos clínicos, possibilita o atendimento compartilhado entre profissionais tanto na Unidade de Saúde como nas visitas domiciliares, permite a construção conjunta de projetos terapêuticos de forma que amplia e qualifica as intervenções no território e na saúde de grupos populacionais. Essas ações de saúde também podem ser intersetoriais, com foco prioritário nas ações de prevenção e promoção da saúde.

Informações Adicionais: Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF): -Grupo de gestantes - Atenção Integral à saúde do Adolescente no município de Araci - Grupo de adolescentes - Grupo de idosos -Atendimento multiprofissional -Apoio as Estratégias de Saúde da Família - Visita domiciliar


PROGRAMA DE COMBATE AO AEDS EGYPTI


Número: 18

Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: Vistoria de residências, depósitos, terrenos baldios e estabelecimentos comerciais para buscar focos endêmicos. Inspeção cuidadosa de caixas d?água, calhas e telhados. Aplicação de larvicidas e inseticidas. Orientações quanto à prevenção e tratamento de doenças infecciosas. Recenseamento de animais.

Indicadores: Em processo.

Resultados: Essas atividades são fundamentais para prevenir e controlar doenças como Dengue, Chikunguya, ZIKA, Leishmaniose, Esquistossomose e Chagas e fazem parte das atribuições do agente de combate de endemias (ACE).


PROGRAMA DE HIPERDIA


Número: 17

Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: O presente trabalho tem como objetivo apresentar as atividades desempenhadas com os frequentadores do grupo HIPERDIA, através de ações que visem promover a saúde e consequentemente, reduzir e controlar os fatores de risco de Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) e Diabetes Mellitus (DM).

Indicadores: Em processo.

Resultados: A divulgação das atividades é de extrema importância porque tem solucionado dúvidas existentes entre os usuários em relação à utilização de fármacos, tipo de alimentação adequada para hipertensos e diabéticos, além disso, procura-se abordar assuntos de interesse dos próprios participantes.


PROGRAMA DA VIGILÃNCIA EPDEMIOLÓGICA


Número: 16

Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: A operacionalização da vigilância epidemiológica compreende um ciclo completo de funções específicas e inter - complementares que devem ser, necessariamente, desenvolvidas de modo contínuo, permitindo conhecer, a cada momento, o comportamento epidemiológico do evento, doença ou agravo objeto das ações, para que as medidas de intervenção pertinentes possam ser desencadeadas com efetividade e oportunidade e compreende: I. assessorar os núcleos de Vigilância Epidemiológica nos territórios II. normatizar rotinas e procedimentos, para atuação em Vigilância Epidemiológica, no âmbito do Município; III. identificar e analisar fatores condicionantes dos meios biológicos e ambientais na propagação de doenças; IV. dar apoio técnico e operacional para o desenvolvimento de programas, projetos e atividades de Vigilância Epidemiológica, fixando responsabilidade nos Distritos Sanitários executores; V. manter fluxo sistemático e atual dos dados de investigações e inquéritos epidemiológicos, sobretudo às Doenças de Notificação Compulsória; VI. assegurar a execução de Programas de Imunização, através dos Distritos Sanitários; VII. acompanhar coberturas vacinais para intervenções, quando necessário; VIII. manter articulação inter e intra institucional para garantir as coberturas programadas; IX. analisar dados prevendo as tendências dos agravos no plano municipal comparando-os com indicadores de saúde; X. orientar intervenções pertinentes; XI. participar de inquéritos epidemiológicos; XII. assessorar e apoiar tecnicamente os Distritos Sanitários, nas ações de prevenção, controle de doenças e tendências dos demais agravos à saúde; XIII. identificar e analisar tendências dos agravos agudos no município; XIV. analisar as taxas de morbimortalidade infantil, materno e geral; XV. monitorar e interpretar aspectos e fatores de ordem socioeconômica que possam intervir no processo de saúde-enfermidade; XVI. monitorar a situação de saúde, através de registro e análise de dados, taxas de morbimortalidade infantil, materna e geral; XVII. exercer outras atividades correlatas.

Indicadores: Em processo.

Resultados: A epidemiologia contribui para o entendimento da saúde da população - partindo do conhecimento dos fatos que a determinam e provendo, consequentemente, subsídios para a prevenção das doenças.

Informações Adicionais: PROJETOS: - Plano de Contingência da Dengue - Programa de Controle a Tuberculose e HANSENÍASE - Dia da Mancha


PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA


Número: 15

Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: A assistência farmacêutica básica compreende um conjunto de atividades relacionadas ao acesso e ao uso racional de medicamentos e é destinada a complementar e apoiar as ações de atenção básica à saúde. O Sistema Único de Saúde está baseado no direito ao acesso da população a todos os níveis de atenção à saúde, inclusive aos de Assistência Farmacêutica.

Indicadores: Em processo.

Resultados: Em processo.

Informações Adicionais: - Projeto Saúde nas Comunidades


PROGRAMA NÚCLEO DE APOIO A SAÚDE DA FAMÍLIA


Número: 14

Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: Os Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF) foram criados pelo Ministério da Saúde em 2008 com o objetivo de apoiar a consolidação da Atenção Básica no Brasil, ampliando as ofertas de saúde na rede de serviços, assim como a resolutividade, a abrangência e o alvo das ações.

Indicadores: Em processo.

Resultados: Esta atuação integrada permite realizar discussões de casos clínicos, possibilita o atendimento compartilhado entre profissionais tanto na Unidade de Saúde como nas visitas domiciliares, permite a construção conjunta de projetos terapêuticos de forma que amplia e qualifica as intervenções no território e na saúde de grupos populacionais. Essas ações de saúde também podem ser intersetoriais, com foco prioritário nas ações de prevenção e promoção da saúde.

Informações Adicionais: I - tratamento a ser dispensado aos usuários quando do atendimento: Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF): -Grupo de gestantes - Atenção Integral à saúde do Adolescente no município de Araci - Grupo de adolescentes - Grupo de idosos -Atendimento multiprofissional -Apoio as Estratégias de Saúde da Família - Visita domiciliar


PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA - PSE


Número: 13

Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: O PSE tem como objetivo contribuir para a formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde, com vistas ao enfrentamento das vulnerabilidades que comprometem o pleno desenvolvimento de crianças e jovens da rede pública de ensino.

Indicadores: Em processo.

Resultados: O Programa Saúde na Escola (PSE) visa à integração e articulação permanente da educação e da saúde, proporcionando melhoria da qualidade de vida da população brasileira.


PROJETO SAÚDE SOB MEDIDA / NASF


Número: 12

Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: Contribuir para a promoção da saúde da população a partir da implantação de um polo na Praça da Bíblia, com um quadro de pessoal qualificado para a orientação de práticas corporais e atividade física e de lazer e modos de vida saudáveis.

Indicadores: Em processo

Resultados: Os inquéritos apontam para efeitos importantes do programa nas práticas de atividade física. Além do aumento no acesso a atividades físicas de lazer, que evidenciaram diferentes padrões de utilização dos espaços urbanos, tanto na escolha das modalidades, quanto por diferenças sócio demográficas

Informações Adicionais: Principais atividades: - Atividade física na Praça - Avaliação Nutricional - Acompanhamento de IMC e saúde alimentar.


PROGRAMA DE PAVIMENTAÇÃO MUNICIPAL


Número: 12

Responsável: Secretaria de Infraestrutura, Obras, Transportes e Serviços Públicos

Metas: Em 2014 a Prefeitura Municipal de Araci, BA através da SEINFRA, (SEC. DE INFRAESTRUTURA). está realizando pavimentação com paralelepípedo em ruas da sede e zona rural deste município, com recursos própio, aja visto que outas ações como esta tem a parceria da Caixa Econômica. E o primeiro Distrito contemplado este beneficio foi Tapuio, com 2.114m²

Indicadores: A tão sonhada pavimentação da praça da Igreja e Ruas vizinhas, agora o Dist. Tapuio já conta com melhorias de infraestrutura em suas ruas e mais qualidade de vida e dignidade aos seus moradores desta localidade.

Resultados: Para quem vive ou já viveu em ruas sem calçamento sabe muito bem o valor de ter esse direito garantido e os transtornos enfrentados com a poeira, lama, buracos e pedras soltas. Ainda há muito por fazer, mas Tapuio também mudou e vai mudar muito mais.

Informações Adicionais:


PROJETO NOVEMBRO AZUL 2015


Número: 10

Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: Durante o mês de NOVEMBRO, a equipe de saúde da família (médico da família, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes comunitários de saúde) realizou a conscientização da população masculina a partir dos 40 anos, com panfletos, palestras em pequenos encontros informais, caminhadas, no próprio posto de saúde da família e em visitações do agente comunitário, em um simples ?bate-papo? na comunidade. O ápice do evento culminaria em evento comum, em 1 dia, integrando os PSF?s, em local pré-determinado, com a palestra com Urologista, especialista em Uro-Oncologia, sobre Saúde do Homem e prevenção do Câncer de Próstata, intitulado NOVEMBRO AZUL - SUA ANIMAÇÃO DEPENDE DA PREVENÇÃO, com linguagem de fácil entendimento, com objetivo de impactar a população-alvo, mas sem deixar de lado o embasamento teórico-científico. Após evento, 40 pacientes selecionados (seja por sorteio, ordem de chegada ou outra forma de escolha selecionada pela Secretaria de Saúde) seriam ?premiados? com o atendimento médico, no mesmo dia do evento. (Observação: importante que esses paciente já tenham realizado o exame de PSA total e livre, através de dosagem sanguínea, e cheguem para apresentar esse resultado na consulta, para uma avaliação urológica mais completa). Esse exame deverá ser disponibilizado desde o mês de Outubro, para que fique pronto em tempo viável para o evento. Os paciente os quais forem identificados alguma alteração suspeita serão sinalizados a coordenação da Secretaria de Saúde para as condutas e encaminhamentos necessários (seja Ultrassonografia, Biopsia de Próstata, Tratamento Cirúrgico ou outros).

Indicadores: Em processo.

Resultados: Em processo.

Informações Adicionais: Profissional Responsável: Dr. Marcus Vinicius Xavier ? CRM-BA: 21.451 Urologista ? Membro Titular da Sociedade Brasileira de Urologia


PROJETO SAÚDE SOB MEDIDA


Número: 9

Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: Contribuir para a promoção da saúde da população a partir da implantação de um polo na Praça da Bíblia, com um quadro de pessoal qualificado para a orientação de práticas corporais e atividade física e de lazer e modos de vida saudáveis.

Indicadores: Em processo.

Resultados: Os inquéritos apontam para efeitos importantes do programa nas práticas de atividade física. Além do aumento no acesso a atividades físicas de lazer, que evidenciaram diferentes padrões de utilização dos espaços urbanos, tanto na escolha das modalidades, quanto por diferenças sócio demográficas.

Informações Adicionais: Principais atividades: - Atividade física na Praça - Avaliação Nutricional - Acompanhamento de IMC e saúde alimentar.


PROGRAMA DE NÚCLEO DE EDUCAÇÃO PERMANENTE


Número: 9

Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: Contribuir na implementação do atendimento Humanizado e eficaz prestados pelos enfermeiros do Município de Araci, fazendo-os compreender a sua importância como articuladores das Equipes de Saúde com os ACS e a comunidade, com intuito de reorientar a Assistência á Saúde como forma e de definir conjunto de ações estratégicas, visando à implementação da conquista da sistematização para a prestação da assistência, a partir das normas técnicas gerais e princípios do SUS, norteando-se a partir das peculiaridades do Sistema Municipal de Saúde e da população de Araci.

Indicadores: ? Na proposta da educação permanente, a capacitação das equipes, os conteúdos das ações formativas, as tecnologias e metodologia a serem utilizadas devem ser determinadas a partir da observação dos problemas que ocorrem no dia a dia do trabalho e que precisam ser solucionados para que os serviços prestados ganhem qualidade, e os usuários fiquem satisfeitos com a atenção prestada. ? Transformar a formação e gestão do trabalho em saúde envolve mudanças nas relações, nos processos, nos atos de saúde e principalmente nas pessoas. São questões teco-políticas e implicam a articulação de ações para dentro e para fora das instituições de saúde. Subsidiar a organização/construção do processo de trabalho na saúde ? qualificação, autonomização - através do desenvolvimento de um novo modo de pensar-fazer crítico-reflexivo, comprometido com a busca constante do crescimento pessoal, profissional com a finalidade de prestar um serviço de qualidade ao usuário.

Resultados: 1. Reorganização dos Modelos Assistenciais. 2. Reestruturação das formas de intervenção educativa no interior dos diferentes serviços. 3. (Re)construção do Processo de Trabalho.

Informações Adicionais: I - Serviço Oferecido: II - Requisitos, documentos e informações necessárias para acessar o serviço: III - Principais etapas para processamento do serviço: IV - Prazo máximo para prestação do serviço: V - Forma de prestação do serviço: VI - Forma de comunicação com o solicitante do serviço: VII - Locais e formas de acessar o atendimento: VIII - Prioridades de atendimento: IX - Tempo para espera do atendimento: X - Prazos para realização do serviço: XI - Mecanismos de comunicação com os usuários: XII - Procedimentos para receber, atender, gerir e responder às sugestões e reclamações: XIII - Fornecimento de informações acerca das etapas, presentes e futuras, esperadas para a realização dos serviços, inclusive estimativas de prazos: XIV - Mecanismos de consulta, por parte do usuário, acerca das etapas, cumpridas e pendentes, para a realização do serviço solicitado: XV - tratamento a ser dispensado aos usuários quando do atendimento: XVI - Requisitos básicos para o sistema de sinalização visual das unidades de atendimento: XVII - Condições mínimas a serem observadas pelas unidades de atendimento, em especial no que se refere a acessibilidade, limpeza e conforto: XVIII - Procedimentos alternativos para o atendimento quando o sistema informatizado se encontrar indisponível: XIX - Outras informações julgadas de interesse dos usuários:


PROGRAMA DE COMBATE AO AEDS EGYPTI 2018


Número: 8

Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: Vistoria de residências, depósitos, terrenos baldios e estabelecimentos comerciais para buscar focos endêmicos. Inspeção cuidadosa de caixas d?água, calhas e telhados. Aplicação de larvicidas e inseticidas. Orientações quanto à prevenção e tratamento de doenças infecciosas. Recenseamento de animais.

Indicadores: Em processo.

Resultados: Essas atividades são fundamentais para prevenir e controlar doenças como Dengue, Chikunguya,ZIKA, Leishmaniose, Esquistossomose e Chagas e fazem parte das atribuições do agente de combate de endemias (ACE).


PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA 2018


Número: 7

Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: A Estratégia de Saúde da Família é um projeto dinamizador do SUS, condicionada pela evolução histórica e organização do sistema de saúde no Município. I. colaborar no planejamento, assessorar e promover, ações de saúde na família; II. apoiar técnica e operacionalmente as ações das equipes do Programa de Saúde da Família - PSF e Programa de Agentes Comunitários de Saúde - PACS. III. colaborar para o planejamento e execução das atividades de seleção, contratação de pessoal e de educação continuada das equipes. IV. colaborar no planejamento, para a adequação de Unidades de Saúde da família no que se refere a equipamentos e insumos necessários ao desenvolvimento dos programas em articulação intra e interinstitucional; V. exercer outras competências correlatas; VI. assegurar a implantação dos subprogramas integrantes da estratégia de Saúde da Família; VII. acompanhar os indicadores da atenção básica e suas variações, considerando intervenções que visem à melhoria do sistema de saúde do município; VIII. acompanhar a pactuação da atenção básica do município e formular proposta para adequação a realidade local.

Indicadores: Em processo

Resultados: A Estratégia de Saúde da Família como estratégia estruturante dos sistemas municipais de saúde tem provocado um importante movimento com o intuito de reordenar o modelo de atenção no SUS. Busca maior racionalidade na utilização dos demais níveis assistenciais e tem produzido resultados positivos nos principais indicadores de saúde das populações assistidas às equipes saúde da família.

Informações Adicionais: PRINCIPAIS AÇÕES: - Triagem Pré-natal - Triagem Neo-natal - - Atuação nos Programas do Ministério da Saúde: Saúde do Homem, Saúde da Mulher, Saúde do Idoso, Saúde do Adolescente, imunização, acompanhamento do bolsa família. - Consulta médica, Consulta de enfermagem e consulta odontológica. - Verificação de PA, glicemia e curativos. - Visita domiciliar - Saúde Bucal


Projeto Secretaria da Gente: descentralizando e un


Número: 7

Responsável: Secretaria de Municipal de Desenvolvimento Social

Descrição: O Projeto denominado “Secretaria da Gente: descentralizando e universalizando direitos” refere-se a um projeto de intervenção elaborado e a ser executado pela Secretaria Municipal de Assistência Social, Esporte e Lazer. Foi pensado a partir da necessidade de universalizar direitos de forma equanime, pois constata-se que o maior público atendido pela Política de Assistência Social são de famílias e indivíduos residentes na sede do município, onde consequentemente o acesso a bens e serviços pela população rural fica aquém de suas necessidades básicas. Entretanto, faz-se necessário que a Proteção Social como função desta política, chegue à toda população que dela necessita, sem qualquer distinção de área geográfica, raça, cor, etnia, opção sexual, gênero e outras ocorrências de vulnerabilidades. Contudo, trata-se de um projeto de efetivação do compromisso do poder público com a oferta adequada e acessível aos serviços para a sua população, cumprindo assim com uma das diretrizes da Política de Assistência Social que é a primazia da responsabilidade do Estado na condução da mesma.

Metas: Garantir a efetivação dos princípios e diretrizes do SUAS, possibilitando a democratização do acesso aos direitos socioassistenciais e contribuindo para o fortalecimento da cidadania. • Atender no território, famílias e indivíduos com vivência de violência e / ou negligência; • Atender no território famílias e indivíduos para inclusão e atualização no Cadastro Único dos benefícios sociais, bem como para esclarecer dúvidas sobre o Programa Bolsa Família; • Acompanhar famílias com presença de pessoas com deficiência e com renda percapta mensal de até ½ salário mínimo; • Ofertar atividades lúdicas e esportivas para crianças, adolescentes e jovens da comunidade; • Informar à população local, sobre os serviços, progras, projetos e benefícios socioassitenciais ofertados nos equipamentos públicos vinculados à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e os que são ofertados na sede do órgão gestor;

Indicadores:

Resultados: famílias atendidas na suas necessidades.


PROGRAMA DE HIPERDIA 2018


Número: 6

Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: O presente trabalho tem como objetivo apresentar as atividades desempenhadas com os frequentadores do grupo HIPERDIA, através de ações que visem promover a saúde e consequentemente, reduzir e controlar os fatores de risco de Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) e Diabetes Mellitus (DM).

Indicadores: Em processo.

Resultados: A divulgação das atividades é de extrema importância porque tem solucionado dúvidas existentes entre os usuários em relação à utilização de fármacos, tipo de alimentação adequada para hipertensos e diabéticos, além disso, procura-se abordar assuntos de interesse dos próprios participantes


PROJETO TERRA PRONTA


Número: 6

Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: Beneficiar agricultores no preparo do solo para plantação de milho e Feijão

Indicadores: O Terra Pronta já beneficiou mais de 4.000 agricultores no preparo do solo ( entre 2013/2014/2015 já foram mais de 7.000 tarefas preparadas para o plantio de milho, feijão e mandioca nos invernos de 2013/2014/2015).

Resultados: Foram beneficiados 4.000 agricultores.


PROGRAMA DA VIGILÃNCIA EPDEMIOLÓGICA


Número: 5

Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: A operacionalização da vigilância epidemiológica compreende um ciclo completo de funções específicas e inter - complementares que devem ser, necessariamente, desenvolvidas de modo contínuo, permitindo conhecer, a cada momento, o comportamento epidemiológico do evento, doença ou agravo objeto das ações, para que as medidas de intervenção pertinentes possam ser desencadeadas com efetividade e oportunidade e compreende: I. assessorar os núcleos de Vigilância Epidemiológica nos territórios II. normatizar rotinas e procedimentos, para atuação em Vigilância Epidemiológica, no âmbito do Município; III. identificar e analisar fatores condicionantes dos meios biológicos e ambientais na propagação de doenças; IV. dar apoio técnico e operacional para o desenvolvimento de programas, projetos e atividades de Vigilância Epidemiológica, fixando responsabilidade nos Distritos Sanitários executores; V. manter fluxo sistemático e atual dos dados de investigações e inquéritos epidemiológicos, sobretudo às Doenças de Notificação Compulsória; VI. assegurar a execução de Programas de Imunização, através dos Distritos Sanitários; VII. acompanhar coberturas vacinais para intervenções, quando necessário; VIII. manter articulação inter e intra institucional para garantir as coberturas programadas; IX. analisar dados prevendo as tendências dos agravos no plano municipal comparando-os com indicadores de saúde; X. orientar intervenções pertinentes; XI. participar de inquéritos epidemiológicos; XII. assessorar e apoiar tecnicamente os Distritos Sanitários, nas ações de prevenção, controle de doenças e tendências dos demais agravos à saúde; XIII. identificar e analisar tendências dos agravos agudos no município; XIV. analisar as taxas de morbimortalidade infantil, materno e geral; XV. monitorar e interpretar aspectos e fatores de ordem socioeconômica que possam intervir no processo de saúde-enfermidade; XVI. monitorar a situação de saúde, através de registro e análise de dados, taxas de morbimortalidade infantil, materna e geral; XVII. exercer outras atividades correlatas.

Indicadores: Em processo

Resultados: A epidemiologia contribui para o entendimento da saúde da população - partindo do conhecimento dos fatos que a determinam e provendo, consequentemente, subsídios para a prevenção das doenças.

Informações Adicionais: PROJETOS: - Plano de Contingência da Dengue - Programa de Controle a Tuberculose e HANSENÍASE - Dia da Mancha


Projeto Beleza Social 2


Número: 5

Responsável: Secretaria de Municipal de Desenvolvimento Social

Descrição: O Projeto foi criado com o objetivo levar aos bairros, povoados e comunidades, um dia dedicado a cuidados de beleza, sobretudo para pessoas que estão em situação de vulnerabilidade. O projeto social nasceu da necessidade de estimular o autocuidado e trazer a reflexão da importância desse cuidado para a saúde e a autoestima das pessoas.

Metas: atender a População que necessita na sede e Zona Rural


PROJETO CAMINHÃO PIPA


Número: 5

Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: Distribui água potável como auxílio aos moradores rurais que enfrentam há quase quatro anos uma seca severa e a pior das últimas cinco décadas.orientando à população sobre o uso racional da água.

Indicadores: Tem como prioridade as famílias carentes da zona rural

Resultados: Mais de 19.200 caminhões de água de 8.000 cada em 32 meses de gestão, distribuídos, totalizando mais de 153.600m³ d?água ofertados a população.


AEPETI – Ações Estratégicas do Programa de Erradic


Número: 4

Responsável: Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social

Descrição: As Ações Estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (AEPETI) vem ampliar o atendimento socioeducativo e familiar. Ele consiste em ações territorializadas e intersetoriais voltadas à aceleração da erradicação do trabalho infantil a partir da ação articulada entre os Centros de Referência da Assistência Social – CRAS, os Centros de Referência Especializado de Assistência SocialCREAS, integrados aos demais serviços socioassistenciais e à rede intersetorial. O Redesenho encontra-se estruturado em cinco eixos de atuação: • Informação e Mobilização: é imprescindível aumentar a conscientização sobre o trabalho infantil. Para isso, é necessário a veiculação de campanhas para alcançar crianças, adolescentes, pais, professores, gestores públicos, empregadores e a sociedade como um todo, além da difusão de publicações, organização de palestras, entre outras ações. Destaca-se, neste eixo, no campo de atuação da sociedade civil organizada, o papel de articulação e mobilização da Agenda Intersetorial do PETI desempenhado pelos Fóruns de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil. O trabalho infantil é considerado natural em diversas atividades em decorrência da desinformação sobre os danos envolvidos no trabalho precoce. As ações desenvolvidas nesse eixo se destinam, portanto, a informar e mobilizar para o seu enfrentamento, movimento que deve ser iniciado através da realização das audiências públicas e pelas articulações estabelecidas entre as políticas setoriais – saúde, educação, cultura, trabalho, assistência social – e a sociedade civil em torno da elaboração das ações estratégicas do PETI. • Identificação: para enfrentar o trabalho infantil, é preciso desenvolver novas estratégias de identificação que levem em conta as características territoriais e alcancem aquelas situações invisibilizadas. O AEPETI propõe estratégias de busca ativa, que aproveitem as diferentes atribuições e capacidades dos atores da rede intersetorial: equipes do SUAS, agentes de saúde, educadores, conselheiros tutelares, lideranças comunitárias, entre outros atores. Essa busca é complementada pelos sistemas e instrumentos de registro que possibilitam os encaminhamentos necessários: o Cadastro Único, a Notificação Integrada, o Sistema de Informação do Serviço de Convivência - SISC e o Sistema de Condicionalidades do Programa Bolsa Família - SICON. • Proteção Social: o trabalho infantil decorre de múltiplas vulnerabilidades, como a ausência de uma rede de proteção social. Por isso, deve-se incluir crianças e adolescentes, bem como suas famílias, nos serviços e programas sociais, que têm o poder de transformar essa realidade. Nesse sentido, as famílias das crianças e dos adolescentes em situação de trabalho infantil são público prioritário para a transferência de renda; para o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos e para os programas voltados para educação em tempo integral. • Defesa e Responsabilização: crianças e adolescentes são titulares de direitos singulares que garantem sua proteção integral. Para garanti-los, além das ações já mencionadas, conta-se com os órgãos de fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego, os Conselhos Tutelares, o Poder Judiciário, o Ministério Público e as Defensorias Públicas para garantir a preservação dos direitos da criança, do adolescente e de suas famílias. • Monitoramento: as ações estratégicas serão monitoradas pela gestão do AETI por meio da articulação das informações dos sistemas do SUAS e dos sistemas próprios de cada política, em um esforço intersetorial que permita conhecer a situação dos trabalhadores infantis e da ação dos parceiros das políticas do PETI. Serão utilizados, por exemplo, o CadÚnico, o SISC , o Censo Escolar, a Notificação Integrada da Saúde, entre outros sistemas. Neste eixo, será possível acompanhar o desenvolvimento das ações estratégicas, em cada território. Com controle social e monitoramento será possível o aperfeiçoamento das estratégias e a identificação de boas práticas.

Metas: Fazer a busca ativa nos territórios através da Vigilância Socioassistencial e em outros meios de informações para elevar o índice do SISC(344),(Sistema de Condicionalidades)e equiparar ao número encontrado no CECAD (460) (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo) Realizar o mapeamento no município para identificar 1.679 crianças /adolescentes em situação de trabalho infantil ,conforme dados do IBGE de 2010 ,e assim fazer as possíveis intervenções para reduzir esse número. Retirar crianças e adolescentes menores de dezesseis anos de idade do trabalho infantil salvo na condição de aprendiz a partir dos quatorze anos de idade conforme lei de aprendizagem. Erradicar as piores formas de trabalho infantil até 2016 e todas as formas até 2020.

Indicadores: Atuação nos 5 eixos do PETI e principalmente no eixo das mobilizações com ações realizadas corpo a corpo na feira livre e em outros locais de grande circulação de pessoas.

Resultados: Em processo


PROJETO CISTERNAS


Número: 4

Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: Melhorar a condição de vida das famílias da zona rural do município no período da seca

Indicadores: Construção de 1.190 cisternas de consumo entre 2013/2014 e já iniciou mais 1400 em 2015. Cisternas de Polietileno 2.500, 2015/2016.

Resultados: Melhorou a vida das famílias que consegue armazenar aágua por muito mais tempo


PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA


Número: 4

Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: A assistência farmacêutica básica compreende um conjunto de atividades relacionadas ao acesso e ao uso racional de medicamentos e é destinada a complementar e apoiar as ações de atenção básica à saúde. O Sistema Único de Saúde está baseado no direito ao acesso da população a todos os níveis de atenção à saúde, inclusive aos de Assistência Farmacêutica.

Indicadores: Em processo.

Resultados: Em processo.

Informações Adicionais: - Projeto Saúde nas Comunidades


PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA - PSE


Número: 3

Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: O PSE tem como objetivo contribuir para a formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde, com vistas ao enfrentamento das vulnerabilidades que comprometem o pleno desenvolvimento de crianças e jovens da rede pública de ensino

Indicadores: Em processo

Resultados: O Programa Saúde na Escola (PSE) visa à integração e articulação permanente da educação e da saúde, proporcionando melhoria da qualidade de vida da população brasileira.

Informações Adicionais: O público beneficiário do PSE são os estudantes da Educação Básica, gestores e profissionais de educação e saúde, comunidade escolar e, de forma mais amplificada, estudantes da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica e da Educação de Jovens e Adultos (EJA). As atividades de educação e saúde do PSE ocorrerão nos Territórios definidos segundo a área de abrangência da Estratégia Saúde da Família (Ministério da Saúde), tornando possível o exercício de criação de núcleos e ligações entre os equipamentos públicos da saúde e da educação (escolas, centros de saúde, áreas de lazer como praças e ginásios esportivos, etc). No PSE a criação dos Territórios locais é elaborada a partir das estratégias firmadas entre a escola, a partir de seu projeto político-pedagógico e a unidade básica de saúde. O planejamento destas ações do PSE considera: o contexto escolar e social, o diagnóstico local em saúde do escolar e a capacidade operativa em saúde do escolar. A Escola é a área institucional privilegiada deste encontro da educação e da saúde: espaço para a convivência social e para o estabelecimento de relações favoráveis à promoção da saúde pelo viés de uma Educação Integral. Para o alcance dos objetivos e sucesso do PSE é de fundamental importância compreender a Educação Integral como um conceito que compreende a proteção, a atenção e o pleno desenvolvimento da comunidade escolar. Na esfera da saúde, as práticas das equipes de Saúde da Família, incluem prevenção, promoção, recuperação e manutenção da saúde dos indivíduos e coletivos humanos


PROJETO 2 ÁGUA


Número: 3

Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: O projeto 2 água, visa proporcionar acesso a água para a produção alimentar para família de baixa renda e residente na zona rural, por meio da instalação da tecnologias, associadas a capacitações técnicas e formações para a gestão da água e para a produção de alimentos e intercâmbio de experiências contribuindo diretamente para as famílias beneficiadas, melhorando a suas condições de vida.

Indicadores: Segunda Água: - Construção de 60 cisternas de produção; - Construção de 60 galpões para criação de galinha; - Doação de 12.000 Pinto. - Construção de 120 hortas coberto com sombrite 50%com 60 kits irrigação;

Resultados: Ajuda a sobrevivência dos nosso agricultores, gerando renda para a família


PAIF-CREAS


Número: 3

Responsável: Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social

Descrição: O Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família - PAIF é o principal serviço de Proteção Social Básica consiste no trabalho social com famílias, de caráter continuado, com a finalidade de fortalecer a função protetiva das famílias, prevenir a ruptura dos seus vínculos, promover seu acesso e usufruto de direitos e contribuir na melhoria de sua qualidade de vida. Prevê o desenvolvimento de potencialidades e aquisições das famílias e o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, por meio de ações de caráter preventivo, protetivo e proativo.

Metas: Apoiar o exercício do protagonismo e da participação social; Contribuir para a superação de situações vivenciadas e a reconstrução de relacionamentos familiares e comunitários, dentro do contexto social, ou na construção de novas referências; Facilitar o acesso das famílias e indivíduos a direitos socioassistenciais e à rede de proteção social; Interromper padrões de relacionamentos familiares e comunitários com violência de direitos; Prevenir os agravamentos e a institucionalização; Propiciar uma acolhida e escuta qualificada; Promover o fortalecimento da função protetiva da família.

Indicadores: A dimensão „Serviços? avalia a oferta de serviços socioassistenciais nas unidades CREAS, nomeadamente as atividades desenvolvidas no âmbito do PAEFI, serviço de acompanhamento de Medidas socioeducativas (MSE), se oferta diretamente ou referencia o serviço de abordagem social, e se mantem articulação com outros equipamentos que compõem a rede de proteção social, tais como CRAS, unidades de Acolhimento e Conselhos Tutelares.


PAIF-CRAS Maria Madalena


Número: 2

Responsável: Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social

Descrição: O Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família - PAIF é o principal serviço de Proteção Social Básica consiste no trabalho social com famílias, de caráter continuado, com a finalidade de fortalecer a função protetiva das famílias, prevenir a ruptura dos seus vínculos, promover seu acesso e usufruto de direitos e contribuir na melhoria de sua qualidade de vida. Prevê o desenvolvimento de potencialidades e aquisições das famílias e o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, por meio de ações de caráter preventivo, protetivo e proativo.

Metas: Fortalecer a função protetiva da família, contribuindo na melhoria da sua qualidade de vida; Prevenir a ruptura dos vínculos familiares e comunitários, possibilitando a superação de situações de fragilidade social vivenciadas; Promover aquisições sociais e materiais às famílias, potencializando o protagonismo e a autonomia das famílias e comunidades; Promover acessos a benefícios, programas de transferência de renda e serviços socioassistenciais, contribuindo para a inserção das famílias na rede de proteção social de assistência social; Promover acesso aos demais serviços setoriais, contribuindo para o usufruto de direitos; Apoiar famílias que possuem, dentre seus membros, indivíduos que necessitam de cuidados, por meio da promoção de espaços coletivos de escuta e troca de vivências familiares.

Indicadores: O indicador dimensional relativo a „Serviços & Benefícios” avalia quais as atividades que, no âmbito do PAIF, são desenvolvidas na unidade CRAS, a oferta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos e para quantos ciclos de vida, e se a unidade realiza cadastramento/ atualização no Cadastro Único, sem „lançar mão? dos profissionais de nível superior do PAIF.


PROGRAMA DE NÚCLEO DE EDUCAÇÃO PERMANENTE


Número: 2

Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: Contribuir na implementação do atendimento Humanizado e eficaz prestados pelos enfermeiros do Município de Araci, fazendo-os compreender a sua importância como articuladores das Equipes de Saúde com os ACS e a comunidade, com intuito de reorientar a Assistência á Saúde como forma e de definir conjunto de ações estratégicas, visando à implementação da conquista da sistematização para a prestação da assistência, a partir das normas técnicas gerais e princípios do SUS, norteando-se a partir das peculiaridades do Sistema Municipal de Saúde e da população de Araci. ? Na proposta da educação permanente, a capacitação das equipes, os conteúdos das ações formativas, as tecnologias e metodologia a serem utilizadas devem ser determinadas a partir da observação dos problemas que ocorrem no dia a dia do trabalho e que precisam ser solucionados para que os serviços prestados ganhem qualidade, e os usuários fiquem satisfeitos com a atenção prestada. ? Transformar a formação e gestão do trabalho em saúde envolve mudanças nas relações, nos processos, nos atos de saúde e principalmente nas pessoas. São questões teco-políticas e implicam a articulação de ações para dentro e para fora das instituições de saúde. Subsidiar a organização/construção do processo de trabalho na saúde ? qualificação, autonomização - através do desenvolvimento de um novo modo de pensar-fazer crítico-reflexivo, comprometido com a busca constante do crescimento pessoal, profissional com a finalidade de prestar um serviço de qualidade ao usuário. 1. Reorganização dos Modelos Assistenciais. 2. Reestruturação das formas de intervenção educativa no interior dos diferentes serviços. 3. (Re)construção do Processo de Trabalho.

Indicadores: Em processo.

Resultados: Em processo.


PROJETO ARACI NORTE


Número: 2

Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: Esse projeto é um dos maiores no que diz respeito a água nas comunidades. Tem atendido muitas famílias que vivem sofrendo com a falta de água

Indicadores: Implantação com recursos próprios de quinhentos e cinquenta metros de rede de água do Sistema Araci/Norte na comunidade de Barreira para a melhoria do atendimento a aquela população.

Resultados: Tem atendido e melhorado muitas famílias que vive no sertão do nosso municipio


Programa Garantia Safra


Número: 1

Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: Ajudar aos agricultores a minimizarem os danos causados pela seca no município.

Indicadores: Já são 2.800 agricultores cadastrados no Programa Garantia Safra.

Resultados: Já são 2.800 agricultores cadastrados no Programa Garantia Safra. Em 2013, 2.623 agricultores receberam o boleto do seguro na Secretária de Agricultura do Município para pagar sua taxa de adesão, que custa apenas R$4,75. O agricultor que pagar o boleto para aderir ao seguro do ano, uma vez constatada a perda total da safra, receberá R$ 760,00 divididos em parcelas. Durante o ano, novos cadastros serão feitos para minimizar os danos causados pela seca no município.


PROJETO NOVEMBRO AZUL


Número: 1

Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: Durante o mês de NOVEMBRO, a equipe de saúde da família (médico da família, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes comunitários de saúde) realizou a conscientização da população masculina a partir dos 40 anos, com panfletos, palestras em pequenos encontros informais, caminhadas, no próprio posto de saúde da família e em visitações do agente comunitário, em um simples ?bate-papo? na comunidade. O ápice do evento culminaria em evento comum, em 1 dia, integrando os PSF?s, em local pré-determinado, com a palestra com Urologista, especialista em Uro-Oncologia, sobre Saúde do Homem e prevenção do Câncer de Próstata, intitulado NOVEMBRO AZUL - SUA ANIMAÇÃO DEPENDE DA PREVENÇÃO, com linguagem de fácil entendimento, com objetivo de impactar a população-alvo, mas sem deixar de lado o embasamento teórico-científico. Após evento, 40 pacientes selecionados (seja por sorteio, ordem de chegada ou outra forma de escolha selecionada pela Secretaria de Saúde) seriam ?premiados? com o atendimento médico, no mesmo dia do evento. (Observação: importante que esses paciente já tenham realizado o exame de PSA total e livre, através de dosagem sanguínea, e cheguem para apresentar esse resultado na consulta, para uma avaliação urológica mais completa). Esse exame deverá ser disponibilizado desde o mês de Outubro, para que fique pronto em tempo viável para o evento. Os paciente os quais forem identificados alguma alteração suspeita serão sinalizados a coordenação da Secretaria de Saúde para as condutas e encaminhamentos necessários (seja Ultrassonografia, Biopsia de Próstata, Tratamento Cirúrgico ou outros).

Indicadores: Em processo.

Resultados: Em processo.

Informações Adicionais: Profissional Responsável: Dr. Marcus Vinicius Xavier ? CRM-BA: 21.451 Urologista ? Membro Titular da Sociedade Brasileira de Urologia Especialista em Uro-Oncologia e Videocirurgia Urológica ? H. Câncer da Bahia Aristides Maltez


Araci Norte.


Número: 1

Responsável: Secretaria de Infraestrutura, Obras, Transportes e Serviços Públicos

Descrição: Ampliação de rede de do Araci norte em João Vieira em parceria com sec. infraestrutura e agricultura com a embasa.

Metas: Ampliar rede para atingir a região do projeto.

Indicadores: A maquina retroescavadeira faz a abertura do solo e assim instalada o encanamento.

Resultados: Atualmente o projeto é o principal meio de levar agua encanada para os moradores mais distantes das zona rural do municipio.


RECUPERAÇÃO DE ESTRADAS VICINAIS


Número: 1

Responsável: Secretaria de Infraestrutura, Obras, Transportes e Serviços Públicos

Descrição: Recuperação das estradas da região do caldeirão novo ao povoado do sape e povoado do bento.

Metas: As estradas vicinais possuem extrema importância economica, além de social e ambiental. Do ponto de vista econômico, são responsálveis pelo escoamento da produção agrícola eo consequente abastecimento das zonas urbanas. Também, chega as propriedades rurais.

Indicadores: O estado de conservação das estradas influi diretamente no custo do transporte e na qualidade do produto transportado, o acesso da população rural a serviços básicos como educação, saúde e lazer muitas vezes se dá através das estradas vicinais que é caso da nossa cidade com uma estensa zona rural.

Resultados: No aspecto ambiental, a manutenção das estradas de terra está ligada diretamente ao controle de erosão e perda de solo, a conservação e recuperação das marginais as estradas, também contribui para que essa população se desloque para o centro deste municipío. A conservação do bom estado das estradas contribui para a fixação das familías no campo e a melhoria das condições de vida.


RECUPERAÇÃO E MANUNTENÇÃO DE ILUMINAÇÃO PUBLICA.


Número: 1

Responsável: Secretaria de Infraestrutura, Obras, Transportes e Serviços Públicos

Descrição: Restauração da rede elétrica publica em torres dos canteiros do distrito de tapuio.

Metas: A prefeitura da cidade de Araci, através da Secretária Municipal de Infraestrutura efetuam manutenção diária na rede de iluminação publica do município, afim de proporcionar o bem estar da população.

Indicadores: A área urbana e rural bem iluminada previne crimes e acidentes nos devidos locais.

Resultados: Rede elétrica funcionando perfeitamente no distrito de Tapuio.


PAIF-CRAS Araci


Número: 1

Responsável: Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social

Descrição: O Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família - PAIF é o principal serviço de Proteção Social Básica consiste no trabalho social com famílias, de caráter continuado, com a finalidade de fortalecer a função protetiva das famílias, prevenir a ruptura dos seus vínculos, promover seu acesso e usufruto de direitos e contribuir na melhoria de sua qualidade de vida. Prevê o desenvolvimento de potencialidades e aquisições das famílias e o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, por meio de ações de caráter preventivo, protetivo e proativo.

Metas: atender Famílias em situação de vulnerabilidade social decorrente da pobreza, do precário ou nulo acesso aos serviços públicos, da fragilização de vínculos de pertencimento e sociabilidade e/ou qualquer outra situação de vulnerabilidade e risco social residentes nos territórios de abrangência dos Cras, em especial: Famílias beneficiárias de programas de transferência de renda e benefícios assistenciais; Famílias que atendem os critérios de elegibilidade a tais programas ou benefícios, mas que ainda não foram contempladas; Famílias em situação de vulnerabilidade em decorrência de dificuldades vivenciadas por algum de seus membros; Pessoas com deficiência e/ou pessoas idosas que vivenciam situações de vulnerabilidade e risco social.

Indicadores: O indicador dimensional relativo a „Serviços & Benefícios” avalia quais as atividades que, no âmbito do PAIF, são desenvolvidas na unidade CRAS, a oferta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos e para quantos ciclos de vida, e se a unidade realiza cadastramento/ atualização no Cadastro Único, sem „lançar mão? dos profissionais de nível superior do PAIF.


Manutenção mensal do aterro sanitário simplificado


Número: 1

Responsável: Secretaria de Infraestrutura, Obras, Transportes e Serviços Públicos

Metas: A prefeitura da cidade de Araci, através da Secretária Municipal de Infraestrutura efetuam manutenção mensal no aterro sanitário simplificado afim de proporcionar o bem-estar da população e do meio ambiente municipal.

Indicadores: O lixo recolhido cerca de 600 tonelada mês é disposto, compactado e coberto com argila, evitando focos de incêndio e proliferação de vetores.

Resultados: Atualmente, o aterro é a principal unidade para destino final de resíduos sólidos urbanos coletados na cidade de Araci e zona rural em especial os distritos de João Vieira, Pedra Alta, Barreira e Tapuio e os povoados do Barreiro Preto, Tanque Cavado, Ribeira, Vaze da Pedra, Fubá, Serra Branca, Rufino, Caldeirão, Retirada, Inchú, Barreiro Branco e Serra Branca.


Implantação de rede de água


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: Expandir a rede de água nas comunidades

Indicadores: Implantação de dezenove mil e seiscentos metros de rede de água em parceria com a Embasa para as comunidades de Jacu, Cortiço, Terra vermelha e Queimada Grande I.

Resultados: Água de qualidade chegando nas comunidades


CAPACITAÇÃO DOS ENFERMEIROS DO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA- ARACI/BAHIA


Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: 1. Implantar novas práticas de Gestão e de prestação de serviços de forma a melhorar a eficiência do Sistema Municipal de Saúde de Araci; 2. Aprimorar as práticas do Atendimento humanizado por parte dos Agentes comunitários de Saúde; 3. Implementar/Aprimorar no Município de ARACI os princípios de Valorização da Educação Permanente/Educação Continuado; 4. Implementar/Aprimorar no Município de Araci os Princípios estabelecidos pelo Programa A Portaria nº 648/GM de 28 de Março de 2006 estabelece as atribuições dos Enfermeiros, entre elas se destacam as ações desenvolvidas que busquem a integração entre a equipe de saúde e a população, o processo de estar em contato permanente com os Agentes Comunitários e as famílias desenvolvendo ações educativas, visando à promoção da saúde e a prevenção das doenças de acordo com o planejamento da equipe, É através do Enfermeiro que a Coordenação de Atenção Básica obtém as informações sobre o desenvolvimento dos serviços ofertados, desenvolvimento da equipe, dos ACS e sobre os usuários de cada área, realizando assim levantamento a cerca dos problemas de saúde e as situações de risco das famílias e da região de abrangência de cada unidade. Contudo, considerando a pluralidade de valores de conhecimentos agregados à formação Enfermeiros, pode-se constatar que ainda apresenta resquícios fortes de reprodução de práticas do modelo assistencialista em saúde, portanto, Várias são as indagações acerca de como o Enfermeiro pode realizar suas ações de forma efetiva tornando-se um elo ativo entre a comunidade e as equipes de saúde, com oferta de atendimento Humanizado e resolutivo. Sabemos que a Gestão Municipal em Saúde de Araci vem investido na construção e adoção de estratégias de implantação / implementação de uma Política de Saúde centrada no modelo de Atenção que objetiva a eficiência na procura de implementar ações voltadas para garantir de forma efetiva a prestação dos serviços de saúde. Foi pensando nisto que montamos o Curso de Capacitação para os Enfermeiros que atuam nas Unidades de Saúde da Família e estamos propondo a Gestão Municipal em Saúde do Município de Araci investimento em capacitação para estes profissionais, objetivando a construção e adoção de estratégias de implantação / implementação de uma Política de Saúde centrada no modelo de Atenção que objetiva a eficiência na procura de implementar ações voltadas para garantir de forma efetiva a prestação dos serviços de saúde. Assim a presente capacitação visa reorientar a prestação da Assistência a Saúde, nos PSF quanto à releitura técnica das áreas programáticas que compõem a Atenção nas vertentes de: Promoção, Prevenção e Recuperação da Saúde.

Indicadores: Diretriz do Plano Municipal de saúde de Saúde ?Contribuir para a adequada formação, alocação, qualificação, valorização e democratização das relações de trabalho dos profissionais e trabalhadores da saúde? A Educação Permanente em Saúde considera o processo de trabalho como centro valorizado de ensino-aprendizagem e a transformação do mesmo, tomando como referência as necessidades de saúde das pessoas e das populações, da gestão setorial e o controle social em saúde.

Resultados: Em processo.


ACADEMIA DA SAÚDE


Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: Contribuir para a promoção da saúde da população a partir da implantação da Academia de Saúde, com um quadro de pessoal qualificado para a orientação de práticas corporais e atividade física e de lazer e modos de vida saudáveis.

Indicadores: Em processo.

Resultados: Os inquéritos apontam para efeitos importantes do programa nas práticas de atividade física. Além do aumento no acesso a atividades físicas de lazer, que evidenciaram diferentes padrões de utilização dos espaços urbanos, tanto na escolha das modalidades, quanto por diferenças sócio demográficas.

Informações Adicionais: Foi inaugurada na manhã do último sábado dia 07 de Maio, a Academia da Saúde de Araci. A solenidade contou com a presença do prefeito de Silva Neto, do secretário de Saúde do município, Diogo Pimentel, do secretário de Esportes e Lazer, Hidelmar Pinho de Oliveira, a vice-prefeita, Maria Betivânia e vereadores, além de outras autoridades e a população. A Academia da Saúde em Araci está localizada no Bairro Coqueiro, e é a partir de hoje um espaço totalmente voltado para o esporte e lazer. A área de 2.354 metros quadrados é composta por sala de acolhimento e área de multiuso. O local, também tem equipamentos com pranchas para prática de exercícios abdominais e barras para flexões. A obra foi construída com investimento oriundo do Governo Federal.


ENTREGA DE EQUIPAMENTOS NOVOS PARA O HOSPITAL MUNICIPAL


Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: Contribuir para a promoção da saúde da população, com a melhoria da qualidade de serviços, reduzindo os custos, (eliminando desperdício e retrabalho), aumentando a qualidade no atendimento dos serviços (reduzindo falhas, complexidade e variabilidade nos processos), e capacitar suas lideranças em Gestão. Indicadores de Impactos e Resultados: O uso de ferramentas adequadas de Gestão da Qualidade e de uma metodologia de Revisão dos Processos de trabalho pode servir como alavanca para o Desenvolvimento Organizacional e a transformação gradativa da cultura vigente nessas instituições, abrindo novos horizontes para obter a melhoria contínua da qualidade nesta área.

Indicadores: ? Programar os recursos a serem destinados à saúde e à implantação de programas específicos, bem como a hierarquização de sua alocação. ? Otimizar e racionalizar o uso dos recursos (financeiros, humanos, equipamentos, materiais) do hospital. ? Reduzir custos, eliminando ou reduzindo desperdício, re-trabalho, falhas, e complexidade nos processos. Aumentar a satisfação dos clientes e usuários dos serviços de saúde. ? Avaliar as condições da infra-estrutura hospitalar, dos processos, dos profissionais e dos resultados da assistência em saúde. ? Diminuir os tempos e as filas de espera para atender os serviços em tempo hábil. ? Organizar melhor a demanda de pacientes que procura m os serviços de saúde, permitindo maior eficácia e eficiência nos encaminhamentos.

Resultados: EM PROCESSO

Informações Adicionais: Informações adicionais: A população araciense participará na quinta feira dia 12 de maio de 2016, da entrega de novos equipamentos adquiridos pela Prefeitura ao Hospital Municipal Nossa Senhora da Conceição. Para muitos esse é um momento histórico, considerando que o Hospital, uma das unidades de saúde mais importantes do Município, pois atende a toda população, jamais havia sido contemplado com uma quantidade significativa de equipamentos.


SAÚDE NA COMUNIDADE


Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: Estimular a criação de ambientes saudáveis, permitindo às pessoas adquirirem maior controle sobre sua saúde pela construção de contextos, comportamentos e relações sociais favoráveis à saúde e ao desenvolvimento humano. Estruturar também atividades de prevenção de doenças, alertando para a importância de exames preventivos, do autocuidado, dos cuidados com o ambiente (limpeza, separação de lixo, preservação dos rios, esgoto) e higiene bucal, o que compreende ainda atendimentos preventivos e campanhas de vacinação.

Indicadores: Em processo.

Resultados: O projeto é desenvolvido nas comunidades localizadas na Zona Rural do município e preferencialmente descoberta pelo programa de Saúde da Família, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação. São desenvolvidas diversas atividades em que o tema principal é a saúde

Informações Adicionais:


Ações de Combate a Dengue em Araci ano 2018


Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: A Secretaria Municipal de Saúde em Março de 2017, juntamente com os estudantes da Secretaria Municipal de Educação fizeram passeatas contra a dengue, distribuindo panfletos, realizando mutirões de limpeza, seminários e chamando a atenção para o risco que representa o mosquito Aedes aegypti. Percorreram ruas e povoados conversando com as pessoas sobre a importância da mobilização para conter a dengue.

Indicadores: A melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença. Para isso, é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d´água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.

Resultados: Medidas vêm sendo adotadas pela população Araciense e o resultado é satisfatório. Araci tem um decréscimo muito acentuado nesses últimos meses, porém as medidas de prevenção devem ser continuas. Mesmo com a dengue diminuindo seu índice ,as ações de prevenção continuam.

Informações Adicionais: I - Serviço Oferecido: II - Requisitos, documentos e informações necessárias para acessar o serviço: III - Principais etapas para processamento do serviço: IV - Prazo máximo para prestação do serviço: V - Forma de prestação do serviço: VI - Forma de comunicação com o solicitante do serviço: VII - Locais e formas de acessar o atendimento: VIII - Prioridades de atendimento: IX - Tempo para espera do atendimento: X - Prazos para realização do serviço: XI - Mecanismos de comunicação com os usuários: XII - Procedimentos para receber, atender, gerir e responder às sugestões e reclamações: XIII - Fornecimento de informações acerca das etapas, presentes e futuras, esperadas para a realização dos serviços, inclusive estimativas de prazos: XIV - Mecanismos de consulta, por parte do usuário, acerca das etapas, cumpridas e pendentes, para a realização do serviço solicitado: XV - tratamento a ser dispensado aos usuários quando do atendimento: XVI - Requisitos básicos para o sistema de sinalização visual das unidades de atendimento: XVII - Condições mínimas a serem observadas pelas unidades de atendimento, em especial no que se refere a acessibilidade, limpeza e conforto: XVIII - Procedimentos alternativos para o atendimento quando o sistema informatizado se encontrar indisponível: XIX - Outras informações julgadas de interesse dos usuários:


AÇÃO DE COMBATE AO TRACOMA NO MUNICÍPIO DE ARACI 2017


Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: O TRACOMA É UMA DOENÇA INFLAMATÓRIO OCULAR CAUSADA POR UMA BACTÉRIA OS PROFISSIONAIS DE SAÚDE DO MUNICÍPIO VÃO AS ESCOLAS, FAZENDO A REVERSÃO DE PÁLPEBRA EM CADA CRIANÇA.

Indicadores: UMA VEZ CONSTATADA A DOENÇA, OS PACIENTES SÃO TRATADOS NAS UNIDADES DE SAÚDE DE CADA BAIRRO OU POVOADOS COM ACOMPANHAMENTO DOS MÉDICOS DOS PSFS( POSTOS DE ATENDIMENTO DO PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA).

Resultados: NO ANO DE 2017, FORAM EXAMINADOS 3.033 PESSOAS NO CONTROLE DO TRACOMA QUE PERCORREU AS ESCOLAS DA REDE MUNICIPAL E DOMICÍLIOS DO MUNICÍPIO.

Informações Adicionais: I - Serviço Oferecido: II - Requisitos, documentos e informações necessárias para acessar o serviço: III - Principais etapas para processamento do serviço: IV - Prazo máximo para prestação do serviço: V - Forma de prestação do serviço: VI - Forma de comunicação com o solicitante do serviço: VII - Locais e formas de acessar o atendimento: VIII - Prioridades de atendimento: IX - Tempo para espera do atendimento: X - Prazos para realização do serviço: XI - Mecanismos de comunicação com os usuários: XII - Procedimentos para receber, atender, gerir e responder às sugestões e reclamações: XIII - Fornecimento de informações acerca das etapas, presentes e futuras, esperadas para a realização dos serviços, inclusive estimativas de prazos: XIV - Mecanismos de consulta, por parte do usuário, acerca das etapas, cumpridas e pendentes, para a realização do serviço solicitado: XV - tratamento a ser dispensado aos usuários quando do atendimento: XVI - Requisitos básicos para o sistema de sinalização visual das unidades de atendimento: XVII - Condições mínimas a serem observadas pelas unidades de atendimento, em especial no que se refere a acessibilidade, limpeza e conforto: XVIII - Procedimentos alternativos para o atendimento quando o sistema informatizado se encontrar indisponível: XIX - Outras informações julgadas de interesse dos usuários:


CONSTRUÇÃO DE BARRAGENS DE TERRA


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: Armazena água da chuva no período das trovoadas

Indicadores: construção da Barragem de João Bento no povoado de Tapuio, onde a mesma tem mais de 3.000 horas de escavação, com recursos próprios. construção de Barragem em Nazaré/Pedra Furada/Bela Vista, em parceria com a CAR. Iniciou a construção de 3 Barragens em Alto Mira/Pedra Alta/Bento/Caldeirão Novo, em parceria com o Consisal. Foi realizado a reforma do mercado de Tapuio, Pedra Alta e João Vieira, com recursos próprios.

Resultados: Tem ajudado as famílias a armazenar a água da chuva por mais tempo


Construção do Galpão hortifrutegranjeiro


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: Melhorar as condições dos pais de família que sai das suas casas bem cedo, para assim vender suas frutas e verdura na Feira livre da nossa cidade

Indicadores: Construção do piso do galpão de hortifrutigranjeiro na sede do município.

Resultados: Melhoria para o cliente organização para o vendedor.

Informações Adicionais:


ITR


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: Declarar anualmente sem nenhum custo as terras do nossos agricultores

Indicadores: A SEMAGRI já Declarou mais de 8.000 ITR entre 2013/2014/2015 gratuitamente para os agricultores. 2013- 2.000 declarações 2014- 2.000 declarações 2015- 4.000 declarações

Resultados: Facilidade na aposentadoria, já que para o agricultor se aposentar como lavrador precisa está com os ITERS todos trasnmitidos


CADASTRAMENTO DE INCRA


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: Ser uma referência internacional de soluções de inclusão social.

Indicadores: Já foi implantado a Unidade Municipal de Cadastramento do INCRA e já foi realizado mais de 500 cadastros.

Resultados: Implementarmos a política agrária e realizar o ordenamento fundiário nacional, contribuindo para o desenvolvimento sustentável.


CONSTRUÇÃO REFORMA E AMPLIAÇÃO DAS UNIDADES DE SAÚDE


Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: Construções, reformas e ampliações DOS PSFs, UBS e UPA no município de Araci.

Indicadores: Em processo

Resultados: Facilitar o atendimento da área da Saúde no Município Araci

Informações Adicionais: Na Saúde: * Construção da UPA; * Construção de 12 PSFs *Reforma do Centro de Saúde; * Reforma e Ampliação de 08 PSFs


TRIAGEM PRÉ ? NATAL (PAPEL FILTRO)


Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: Os exames de Triagem Pré-Natal são de extrema importância para uma gestação segura, pois através dele é possível identificar e reduzir muitos problemas de saúde que podem atingir a mãe e o bebê como doenças, infecções ou disfunções que, detectadas precocemente, possibilita um tratamento com maior êxito.

Indicadores: Em processo.

Resultados: : Em processo.

Informações Adicionais: A Triagem Pré-Natal é dividida em duas fases, são elas: Primeira Fase: são coletadas gotas de sangue dos dedos da mão da gestante, esta coleta é feita em papel filtro em todas as unidades de saúde do município de Araci. A partir daí são realizadosexames que detectam as seguintes doenças: Toxoplasmose IgM,Citomegalovírus IgM, Sífilis Total, Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS), Hemoglobinopatias, HTLV 1 e 2 e AGhBS Segunda Fase: a coleta é feita com o mesmo procedimento realizado na Primeira Fase e deve ser efetuada no 28ª a 30ª semana de gestação, o equivalente ao oitavo mês. Nesta fase são feitos os exames para detectar a Imunodeficiência Adquirida (AIDS), Toxoplasmose e Sífilis.


CAMPANHA NACIONAL DE HANSENÍASE, VERMINOSES, TRACOMA ESQUITOSSOMOSE.


Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: Campanha Nacional de Hanseníase, Verminoses, Tracoma e Esquistossomose nas escolas da rede municipal de Araci, têm como objetivo reduzir a carga parasitária de geo-helmintos, identificar casos suspeitos de hanseníase e identificar e tratar casos de tracoma em estudantes, na faixa etária de 5 a 14 anos, da rede pública de ensino do município.

Indicadores: Em processo.

Resultados: Em processo.


MINHA CASA E MINHA VIDA RURAL


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: Atender a população rural a ter melhor condições de moradia

Indicadores: Melhorou a vida do homem do campo

Resultados: Com esse programa conseguimos atender a maioria das familias rurais que não tinha um casa digna para morrar


Entrega de titulos de terra


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: Regularizar as terras dos produtores rurais

Indicadores: A facilidade da liberação de crédito financeiro e regularização da sua terra

Resultados: Obtiveram benefícios na tarifa social,credito financeiro


ITR 216-2017


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: Declarar anualmente sem nenhum custo as terras do nossos agricultores

Indicadores: A SEMAGRI já Declarou mais de 8.000 ITR entre 2013/2014/2015 gratuitamente para os agricultores. 2016- 2.000 declarações 2017- 600 declarações

Resultados: Facilidade na aposentadoria, já que para o agricultor se aposentar como lavrador precisa está com os ITERS todos trasnmitidos.


INCRA 2017


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: Ser uma referência internacional de soluções de inclusão social.

Indicadores: Já foi implantado a Unidade Municipal de Cadastramento do INCRA e já foi realizado mais de 500 cadastros.

Resultados: Implementarmos a política agrária e realizar o ordenamento fundiário nacional, contribuindo para o desenvolvimento sustentável.


Garantia safra 2017


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: Ajudar aos agricultores a minimizarem os danos causados pela seca no município.

Indicadores: Já são 2.800 agricultores cadastrados no Programa Garantia Safra.

Resultados: Já são 2.800 agricultores cadastrados no Programa Garantia Safra.


ENTREGA DE MUDAS


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: ENRIQUECIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR

Indicadores: FORAM BENEFICIADOS 4.000 AGRICULTORES COM A DISTRIBUICAO

Resultados: Aumento a produção de frutas para os agricultores


Autorização ambiental para liberação de festas


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: O intuito da autorização é ter controle com a poluição sonora/ emissão de ruídos.

Indicadores: Já foram liberadas cerca de 100 festas

Resultados: fez com que a população se adequasse nos padrões ambientais relacionados a perturbações excessivas de ruídos


LICENÇA/ DiSPENSA AMBIENTAL


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: Fazer com que os donos dos empreendimento se adequem aos padrões ambientais.

Indicadores: Foram liberadas licença/ despensa de alguns empreendimentos.

Resultados: Fazer com que os empreendedores se mantenham nos padrões da lei vigente.


AUTORIZÇÃO, PODA OU REMOÇÃO DE ÁRVORES


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: PODAR OU REMOVER SE NECESSÁRIO QUANDO ESTÁ PREJUDICANDO FACHADA COMERCIAL,RACHADURAS DE PAREDES DIFICULDADE DE ACESSO AO TERRENO, RISCO MATERIAIS OU FÍSICOS, INTERCEPTAÇÃO DE FIAÇÃO ELÉTRICO- TELEFÔNICO E INTERFERÊNCIA NO SISTEMA DE ENCANAMENTO.

Indicadores: FORAM PODADAS E REMOVIDAS CERCA DE 20 ÁRVORES QUE ESTAVAM CAUSANDO PREJUÍZOS E QUE NÃO ERAM NATIVAS DA REGIÃO

Resultados: EM 2017 A POPULAÇÃO SE CONSCIENTIZOU E PAROU DE REMOVER E PODAR SEM AUTORIZAÇÃO.


DISTRIBUIÇÃO DE MANIVAS


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: Fortalecer a agricultura familiar

Indicadores: Tiveram impactos para para os agricultores de toda região do município

Resultados: Atingiu diretamente a economia municipal com o fortalecimento da agricultura familiar e a cadeira produtiva da mandioca


INCRA 2018


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: Ser uma referencia internacional de inclusão social,

Indicadores: Só no ano de 2018 já foram realizados mais de 150, o atendimento é diário e daqui até o fim do ano pretendemos atingir mais de 1.000 cadastros

Resultados: Implementarmos a politica agraria e realizar o ordenamento fundiário nacional, contribuindo com o desenvolvimento sustentável


Garantia safra 2018


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: Ajudar aos agricultores a minimizarem os danos causados pela seca no municipio

Indicadores: Já são 3.300 agricultores cadastrados, 500 a mais que ano passado, o intuito e cadastrar cada vez mais agricultores do nosso município.

Resultados: Os agricultores são contemplados com 5 parcelas no valor de 170,00 reais caso o IBGE, contate que não teve chuva o suficiente e a safra foi perdida


ENTREGA DE MUDAS 2018


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: Enriquecer a agricultura familiar

Indicadores: Foram beneficiados até agora 2 mil agricultores do inicio do ano até agora.

Resultados: Aumento da produção de frutas para sede e zona rural e arborização de todo o município.


DISTRIBUIÇÃO DE RAQUETES DE PALMA 2018


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: A iniciativa é atender a necessidade de segurança alimentar do rebanho de caprino e ovino, sobretudo em período de estiagem.

Indicadores: Foram distribuídas 50 mil raquetes de palmas.

Resultados: Ajudou a melhorar a questão da alimentação animal, diminuindo o custo oara os agricultores

Informações Adicionais:


TERRA PRONTA 2018


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: Beneficiar agricultores no preparo do solo para plantação do milho e feijão

Indicadores: O terra pronta beneficiou 2 mil agricultores no preparo do solo, já foram mais de 2 mil horas de maquinas para o preparo do solo para o inverno desse ano de 2108

Resultados: Beneficiou 2 mil agricultores

Informações Adicionais:


DAP- Declaração de Aptidão ao Pronaf 2018


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: É um cadastro do produtor rural, com intuito de melhorar a sua renda produtiva

Indicadores: Já foram feitas só esse ano 1.200 DAPs

Resultados: O agricultor pode fazer parte de projetos conseguindo assim uma linha de credito e melhorando sua renda familiar


Atendimentos e consultas veterinárias 2018


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: Atender a solicitação de consultas e visitas dos agricultores deste município, como também aplicar o devido tratamento e ou procedimento cirúrgico gratuitamente

Indicadores: Foram atendidos neste ano 50 agricultores onde foram diagnosticados e tratados animais com diferenciados tipos de enfermidades

Resultados: Diminuição de perca de produção e custo para os agricultores


BUSCA E APREENSÃO DE ANIMAIS 2018


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: Diminuir a quantidade de animais solto nas ruas.

Indicadores: Como essa atividade diária estamos conseguindo conscientizar a população para os riscos que os animais soltos poem causar, como também o controle de indicie de animais nas ruas

Resultados: Diminuição de acidente e melhoramento no saneamento e bem estar da população


CEFIR 2018


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: É UM CADASTRO AMBIENTAL RURAL EFETUADO O CADASTRO PARA A REGULARIZAÇÃO DOS DOCUMENTOS DA TERRA PERANTE O GOVERNO.

Indicadores: É FEITO GRATUITAMENTE, COM INTUITO DE QUE TODOS OS AGRICULTORES ESTEJAM DEVIDAMENTE REGULARIZADOS.

Resultados: ESTÁ BENEFICIANDO TODOS OS AGRICULTORES PARA QUE ESSES NÃO FIQUEM INADIMPLENTES E OS CONSCIENTIZOU A IMPORTÂNCIA DA PRESERVAÇÃO AMBIENTAL EM SUA PROPRIEDADE


PROMER 2018


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: É UM PROJETO DE MECANIZAÇÃO RURAL- LIMPEZA DE PEQUENAS AGUADAS.

Indicadores: CONSEGUIR ATINGIR A META DE SEGURANÇA HÍDRICA PARA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA DO MUNICÍPIO, VISANDO A LIMPEZA DE PEQUENAS AGUADAS DOS AGRICULTORES FAMILIARES DO MUNICÍPIO.

Resultados: ASSEGUROU O ABASTECIMENTOS DAS PEQUENAS PROPRIEDADES,ASSEGURANDO QUE AS MESMAS JÁ ESTEJAM LIMPAS NO PERÍODO DE CHUVA, DIMINUINDO ASSIM OS IMPACTOS DA ESTIAGEM DO MUNICIPIO


PARCERIA COM AS ASSOCIAÇÕES 2018


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: APROXIMAR AS ASSOCIAÇÕES, FAZENDO ASSIM UMA PONTE ENTRE OS SERVIÇOS PÚBLICOS E OS AGRICULTORES.

Indicadores: DIALOGAR COM AS COMUNIDADES A RESPEITO DAS DEMANDAS EXISTENTES EM CADA COMUNIDADES E BUSCAR POSSÍVEIS SOLUÇÕES

Resultados: COM ESSA PARCERIA CONSEGUIMOS RESOLVER VARIAS DEMANDAS PASSADA POR CADA COMUNIDADE TAL COMO MANTEMOS CONTATO PARA ASSEGURAR QUE AS MESMAS SEJAM RESOLVIDAS


MANUTENÇÃO DOS MOÇOS ARTESIANOS 2018


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: ASSEGURAR A DISPONIBILIDADES HÍDRICA DO CONSUMO HUMANO E ANIMAL NO MUNICÍPIO

Indicadores: GARANTIR O ABASTECIMENTO PARA A POPULAÇÃO DA ZONA RURAL

Resultados: COM ESSA AÇÃO GARANTIMOS MANTER ATIVOS TODOS OS 22 POÇOS ESPALHADO POR TODA ZONA RURAL


CAPACITAÇÃO DOS ENFERMEIROS DO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA- ARACI/BAHIA


Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: Principais metas: 1. Implantar novas práticas de Gestão e de prestação de serviços de forma a melhorar a eficiência do Sistema Municipal de Saúde de Araci; 2. Aprimorar as práticas do Atendimento humanizado por parte dos Agentes comunitários de Saúde; 3. Implementar/Aprimorar no Município de ARACI os princípios de Valorização da Educação Permanente/Educação Continuado; 4. Implementar/Aprimorar no Município de Araci os Princípios estabelecidos pelo Programa A Portaria nº 648/GM de 28 de Março de 2006 estabelece as atribuições dos Enfermeiros, entre elas se destacam as ações desenvolvidas que busquem a integração entre a equipe de saúde e a população, o processo de estar em contato permanente com os Agentes Comunitários e as famílias desenvolvendo ações educativas, visando à promoção da saúde e a prevenção das doenças de acordo com o planejamento da equipe, É através do Enfermeiro que a Coordenação de Atenção Básica obtém as informações sobre o desenvolvimento dos serviços ofertados, desenvolvimento da equipe, dos ACS e sobre os usuários de cada área, realizando assim levantamento a cerca dos problemas de saúde e as situações de risco das famílias e da região de abrangência de cada unidade. Contudo,considerando a pluralidade de valores de conhecimentos agregados à formação Enfermeiros, pode-se constatar que ainda apresenta resquícios fortes de reprodução de práticas do modelo assistencialista em saúde, portanto, Várias são as indagações acerca de como o Enfermeiro pode realizar suas ações de forma efetiva tornando-se um elo ativo entre a comunidade e as equipes de saúde, com oferta de atendimento Humanizado e resolutivo. Sabemos que a Gestão Municipal em Saúde de Araci vem investido na construção e adoção de estratégias de implantação / implementação de uma Política de Saúde centrada no modelo de Atenção que objetiva a eficiência na procura de implementar ações voltadas para garantir de forma efetiva a prestação dos serviços de saúde. Foi pensando nisto que montamos o Curso de Capacitação para os Enfermeiros que atuam nas Unidades de Saúde da Família e estamos propondo a Gestão Municipal em Saúde do Município de Araci investimento em capacitação para estes profissionais, objetivando a construção e adoção de estratégias de implantação / implementação de uma Política de Saúde centrada no modelo de Atenção que objetiva a eficiência na procura de implementar ações voltadas para garantir de forma efetiva a prestação dos serviços de saúde. Assim a presente capacitação visa reorientar a prestação da Assistência a Saúde, nos PSF quanto à releitura técnica das áreas programáticas que compõem a Atenção nas vertentes de: Promoção, Prevenção e Recuperação da Saúde.

Indicadores: Diretriz do Plano Municipal de saúde de Saúde ?Contribuir para a adequada formação, alocação, qualificação, valorização e democratização das relações de trabalho dos profissionais e trabalhadores da saúde? A Educação Permanente em Saúde considera o processo de trabalho como centro valorizado de ensino-aprendizagem e a transformação do mesmo, tomando como referência as necessidades de saúde das pessoas e das populações, da gestão setorial e o controle social em saúde.

Resultados: EM PROCESSO

Informações Adicionais: I - Serviço Oferecido: II - Requisitos, documentos e informações necessárias para acessar o serviço: III - Principais etapas para processamento do serviço: IV - Prazo máximo para prestação do serviço: V - Forma de prestação do serviço: VI - Forma de comunicação com o solicitante do serviço: VII - Locais e formas de acessar o atendimento: VIII - Prioridades de atendimento: IX - Tempo para espera do atendimento: X - Prazos para realização do serviço: XI - Mecanismos de comunicação com os usuários: XII - Procedimentos para receber, atender, gerir e responder às sugestões e reclamações: XIII - Fornecimento de informações acerca das etapas, presentes e futuras, esperadas para a realização dos serviços, inclusive estimativas de prazos: XIV - Mecanismos de consulta, por parte do usuário, acerca das etapas, cumpridas e pendentes, para a realização do serviço solicitado: XV - tratamento a ser dispensado aos usuários quando do atendimento: XVI - Requisitos básicos para o sistema de sinalização visual das unidades de atendimento: XVII - Condições mínimas a serem observadas pelas unidades de atendimento, em especial no que se refere a acessibilidade, limpeza e conforto: XVIII - Procedimentos alternativos para o atendimento quando o sistema informatizado se encontrar indisponível: XIX - Outras informações julgadas de interesse dos usuários:


DISTRIBUIÇÃO DE ALEVINOS


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: essa ação representa uma oportunidade para apoiar o incremento da geração de renda familiar e incentivar a cadeia produtiva da piscicultura na região?.

Indicadores: á foram Povoado com mais de 50.000 alevinos de tambaqui, tilapia gigante nas barragens publica e particulares;

Resultados: A intenção de realizar a doação desses alevinos é oferecer ao produtor rural mais uma fonte de renda e garantir a segurança alimentar da família, pois o pescado é considerado como uma fonte de proteína animal muito saudável


DISTRIBUIÇÃO DE MANIVA DE MANDIOCA


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: O objetivo é viabilizar material livre de viroses para os agricultores, já que a qualidade das manivas, pedaços do caule que funcionam como sementes, influencia no sucesso da lavoura

Indicadores: Distribuição de 10 caminhões de maniva de mandioca gratuitamente para 500 agricultores.

Resultados: O objetivo é beneficiar agricultores familiares que fazem parte do Plano Brasil Sem Miséria, do governo federal.


DISTRIBUIÇÃO DE RAQUETES DE PALMA


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: A iniciativa vai atender às necessidades de segurança alimentar do rebanho de Caprino e ovino, sobretudo em períodos de estiagem.

Indicadores: Distribuição de um milhão de raquetes de palma (mudas de palma).

Resultados: A produção destas variedades é elevada, pois, em apenas seis meses, cada palma ou raquete-semente brota entre quatro e cinco novas raquetes. ?A ideia é multiplicar mesmo.


ENTREGA DE BARRACAS PADRONIZADAS


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: Melhoria nas condições dos Feirantes da nossa cidade

Indicadores: A prefeitura de Araci, em parceria com a CAR (Governo do Estado), entregou 30 novas barracas padronizadas a Feirantes do Município.

Resultados: Com a nova estrutura, estamos avançando, e acredito que muitos problemas já foram resolvidos no local, que hoje oferece melhores condições, tanto para os clientes como para os vendedores.


RECICLAGEM DE LIXO


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: Gerar emprego e renda para o município e preservar o meio ambiente

Indicadores: Araci é um dos poucos municípios da Bahia a reciclar o lixo, assim preservando o meio ambiente e a reaproveitando aquilo que era jogado fora. Os funcionários são registrados e recebem uma remuneração digna.

Resultados: Preservação do meio ambiente e a reaproveitando aquilo que era jogado fora.


ENTREGA DE TRATORES E CAMINHÃO PIPA


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: Em parceria com a CAR 1 trator com implementos para associação de retirada, 1 trator com implementos para associação de pau de abelha, 1 tanque pipa para associação de palmeira, 1 trator com implementos para associação de resina.

Indicadores: O maquinário irá beneficiar centenas de agricultores.

Resultados: Os tratores vem pra ajudar muito os agricultores, principalmente nessa época de colheita. Como a demanda é grande, as máquinas que tem na região não dão conta e o preço do serviço sobe, agora que ganhamos o maquinário precisamos nos organizar enquanto associação e utilizar da melhor forma os tratores


BRILHO DE LUZ II


Responsável: Secretaria de Infraestrutura, Obras, Transportes e Serviços Públicos

Metas: Brilho de luz é o nome dado ao sistema de ilúminação pública noturna deste municipio. Inrradiar luz é esssencial à qualidade de vida nos centros urbanos, atuando como intrumento de cidadania, pemitindo aos habitantes desfrutar, plenamente, do espaço público no periodo noturno.

Indicadores: Além de está diretamente ligado à segurança pública no tráfego, a iluminação pública previne a criminalidade, embeleza as áreas urbanas, destaca e valoriza prédios, orienta percursos e aproveita melhor as áreas de lazer, como a praia do Poço grande que recebeu nova ilúminação com lâmpadas metalicas de maior potência wats, as Avenidas Edivaldo Paraiso e Sete de Setembro, Rua Jose Tiburcio e Praça da Bíblia.

Resultados: A melhorias da qualidade dos sistema de iluminação pública traduz-se em melhor imagem da cidade, favorecendo o turismo, o comercio, e o lazer noturno,assim para o desenvolvimento social e econômica da população.

Informações Adicionais: Os povoados de Rede Rasgada, Cortiço, Palmeira,Calderão Novo, Altomira e Laranjeira.


OPERAÇÃO TAPA-BURACO


Responsável: Secretaria de Infraestrutura, Obras, Transportes e Serviços Públicos

Metas: Esta operação consiste em recompor a camada de paralelepípedos onde os buracos aparecem, estes trabalhos é coordenado pela SEINFRA MUNICIPAL, que está realizando em diversos pontos da cidade, a princípio estamos priorizando as principais ruas e avenidas com maiores problemas, e posteriormente, o serviço será estendido as demais vias.

Indicadores: Devido ao período chuvoso do mês de janeiro deste ano 2016, aconteceram diversos pontos de buracos, é difícil fazer uma previsão da conclusão dos serviços, mas a proposta é dar sequência até a solução final dos problemas.

Resultados: Estamos empenhados nesta operação, que tem por objetivo eliminar os buracos existentes, sabemos dos problemas que causa a população por isso, estamos trabalhando para restaurar esta pavimentação de paralelepípedos o mais rápido possível.

Informações Adicionais: Já foi recuperado em diversos pontos, como a praça do correio, em frente ao PSF da bombinha, canteiro do trevo da BR, Rua Jose Roque, Rua Remanso do Bairro São João, Rua Almerindo Oliveira, Rua Vicente Ferreira, Rua Antonio Oliveira Mota, Rua Dois de Julho, Avenida Aracajú, Avenida Edivaldo Paraíso, Rua Luis Magno,Pça. Erasmo de Carvalho, Rua André Batista, Rua Caio Moura, Rua Basilio Cordeiro, Rua Jose Moureira E Trav. do Mercado e demais outras em andamentos.


BAIRRO LEGAL


Responsável: Secretaria de Infraestrutura, Obras, Transportes e Serviços Públicos

Metas: Esta ação de Limpeza teve inicio com o Programa Bairro Legal I, e teve como marco o bairro da Felicidade antigo Riacho, e nessa segunda etapa serão beneficiados os Bairros do Tiracolo II,antiga Baraúna, Regalinho e Bombinha, este ultimo iniciamos em 16/04/2016, e estamos atuando com maior intensidade, com os serviços de patrolhamento de ruas, cascalhamentos, tapa-buracos, varrição, roço, capina, poda de árvores e de iluminação pública.

Indicadores: Com a participação dos moradores, que tem colaborado muito para a retirada de descarte dos inservíveis que possa se transformar em morada dos mosquitos, tais como sofá velho, colchão, vaso sanitário e geladeira, dentre outras. Além da limpeza, os eletricistas percorrem as ruas fazendo um trabalho de reposição de material elétrico, como lâmpadas queimadas, ou acesas ao dia, ausência de luminárias e de rede elétrica.

Resultados: Como resultados, foram recolhidos até o momento 324 toneladas de lixo e entulhos de possíveis criadores do mosquito aedes aegypti. Para isso, foi preciso utilizar quatro caminhões basculantes, uma pá carregadeira e uma moto niveladora, a ação contou ainda com a participação de 27 homens, entre braçais, operadores de maquinas e a equipe de coordenação da limpeza.


RECUPERAÇÃO DE ESTRADAS VICINAIS


Responsável: Secretaria de Infraestrutura, Obras, Transportes e Serviços Públicos

Metas: As estradas vicinais possuem extrema importância economica, além de social e ambiental. Do ponto de vista econômico, são responsálveis pelo escoamento da produção agrícola eo consequente abastecimento das zonas urbanas. Também, chega as propriedades rurais.

Indicadores: O estado de conservação das estradas influi diretamente no custo do transporte e na qualidade do produto transportado, o acesso da população rural a serviços básicos como educação, saúde e lazer muitas vezes se dá através das estradas vicinais que é caso da nossa cidade com uma extensa zona rural.

Resultados: No aspecto ambiental, a manutenção das estradas de terra está ligada diretamente ao controle de erosão e perda de solo, a conservação e recuperação das marginais as estradas, também contribui para que essa população se desloque para o centro deste município. A conservação do bom estado das estradas contribui para a fixação das famílias no campo e a melhoria das condições de vida.

Informações Adicionais: Serviço Oferecido: Serviço de terraplanagem com moto niveladora (patrol), incluindo cascalhamento em trecho esburacado, entre a sede de Araci, poço grande e Tapuio no período de Janeiro de 2018.


RECUPERAÇÃO DA LADEIRA DA PRAÇA DO BONFIM (DANOS CAUSADOS PELAS FORTES CHUVAS)


Responsável: Secretaria de Infraestrutura, Obras, Transportes e Serviços Públicos

Metas: Praça pública são por exelência,espaço de convivência e em muitos casos marco simbolico de uma cidade, distritos e povoados, portanto, está relacionada diretamente com a formação de uma cultura agregadora e compartilhadora entre cidadãos.

Indicadores: Entende-se a cidade como local de encontros e relações, o espaço público apresenta, em seu ambiente papel determinante. É nele que se desenvolvem atividades coletivas, com o convívio e trocas entre os grupos diversos que compóem a heterogênea sociedade urbana.

Resultados: Mais acessibilidade para população a praça do bomfim.

Informações Adicionais: Serviço Oferecido: Serviço de terraplanagem e foi inserido meio fio com valas para escoamento da água da chuva.


Campanha do Glaucoma Avaliação Ocular


Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: A secretaria Municipal de Saúde de Araci realizou nos dias 07 e 08 de outubro a avaliação para a identificação dos casos de Glaucoma em parceria com a Clínica de Oftalmologia Drª Adrivana Oliveira conveniada ao SUS. Ação realizada no Distrito de Pedra Alta para atender a demanda da zona rural e no Centro de Saúde para atender os usuários da sede. A principal meta é atender os usuários cadastrados para a revisão e avaliação ocular e distribuição de medicamentos.

Indicadores: A Secretaria Municipal de Saúde em parceria com a equipe de apoio do Glaucoma atendeu em Pedra Alta 137 usuários cadastrado para a revisão e avaliação do Glaucoma. No Centro de Saúde localizado na Sede de Araci foram atendidos 240 usuários para avaliação e revisão do Glaucoma.

Resultados: A secretaria Municipal de Saúde de Araci proporcionou o atendimento de 367 usuários promovendo a realização da Campanha para a Avaliação do Glaucoma que é realizada a cada três meses em prol do bem estar da população araciense.

Informações Adicionais: I - Serviço Oferecido: II - Requisitos, documentos e informações necessárias para acessar o serviço: III - Principais etapas para processamento do serviço: IV - Prazo máximo para prestação do serviço: V - Forma de prestação do serviço: VI - Forma de comunicação com o solicitante do serviço: VII - Locais e formas de acessar o atendimento: VIII - Prioridades de atendimento: IX - Tempo para espera do atendimento: X - Prazos para realização do serviço: XI - Mecanismos de comunicação com os usuários: XII - Procedimentos para receber, atender, gerir e responder às sugestões e reclamações: XIII - Fornecimento de informações acerca das etapas, presentes e futuras, esperadas para a realização dos serviços, inclusive estimativas de prazos: XIV - Mecanismos de consulta, por parte do usuário, acerca das etapas, cumpridas e pendentes, para a realização do serviço solicitado: XV - tratamento a ser dispensado aos usuários quando do atendimento: XVI - Requisitos básicos para o sistema de sinalização visual das unidades de atendimento: XVII - Condições mínimas a serem observadas pelas unidades de atendimento, em especial no que se refere a acessibilidade, limpeza e conforto: XVIII - Procedimentos alternativos para o atendimento quando o sistema informatizado se encontrar indisponível: XIX - Outras informações julgadas de interesse dos usuários:


CAMPANHA NACIONAL DE VACINAÇÃO CONTRA INFLUENZA ANO DE 2017


Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza iniciada no dia 17/04/2017 com término previsto para 26/05/2017. Foi realizada o dia "D" de Mobilização Nacional no dia 13/05/2017 nas Unidades de Saúde da Família da Sede e Zona Rural e Centro de Saúde. As principais metas é vacinar grupos prioritários como: crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade (4 anos 11 meses e 29 dias), gestantes em qualquer idade gestacional, mães no pós parto até 45 dias, idosos a partir de 60 anos de idade, doentes crônicos, portadores de condições clínicas especiais, professores ativos ( que atuam em salas de aula), trabalhadores de saúde, povos indígenas, pessoas privadas de liberdade, funcionários do sistema prisional e adolescentes e jovens de 12 a 21 anos cumprindo medidas socioeducativas.

Indicadores: A estimativa populacional para o município de Araci de acordo com dados fornecidos pela Base Regional de Saúde de Serrinha. Araci estimativa populacional Crianças acima de 6 meses e menores de cinco anos de idade (4 anos 11 meses e 29 dias)total 3.805, Gestantes estimativa de 494,Puérperas estimativa de 81, Trabalhadores em Saúde estimativa 667 e Idosos 5.590 e comorbidades estimativa 1.434. A campanha Nacional de vacinação contra Influenza ( gripe) Foi prorrogada até o dia 09 de junho de 2017 devido a baixa cobertura vacinal até o presente momento o país somente atingiu 60,5% conforme disponível no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações.

Resultados: A Campanha de Vacinação Contra a Influenza encontra-se em fase de realização. O município de Araci até a presente data de 29/05/2017 encontra-se com os respectivos índices nos grupos prioritários: Idosos 72,11%, Gestantes 68,83%, Puerperas 117,28% com meta alcançada, Trabalhadores em Saúde 76,46%, crianças apenas 48,75%. No geral o município encontra-se com cobertura vacinal de 64,22%. Observação dados sujeitos a alteração até a finalização da Campanha. A Secretaria Municipal de Saúde através da Vigilância Epidemiológica faz saber, dados da Cobertura Vacinal Alcançada pelo município de Araci na Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza no ano de 2017: Grupos prioritários: Idosos 82,92%; Crianças 61,76%; Gestantes 83,20%; Puérperas 123,46%; Trabalhadores de Saúde 83,51%; Total Geral: 75,71%

Informações Adicionais: I - Serviço Oferecido: II - Requisitos, documentos e informações necessárias para acessar o serviço: III - Principais etapas para processamento do serviço: IV - Prazo máximo para prestação do serviço: V - Forma de prestação do serviço: VI - Forma de comunicação com o solicitante do serviço: VII - Locais e formas de acessar o atendimento: VIII - Prioridades de atendimento: IX - Tempo para espera do atendimento: X - Prazos para realização do serviço: XI - Mecanismos de comunicação com os usuários: XII - Procedimentos para receber, atender, gerir e responder às sugestões e reclamações: XIII - Fornecimento de informações acerca das etapas, presentes e futuras, esperadas para a realização dos serviços, inclusive estimativas de prazos: XIV - Mecanismos de consulta, por parte do usuário, acerca das etapas, cumpridas e pendentes, para a realização do serviço solicitado: XV - tratamento a ser dispensado aos usuários quando do atendimento: XVI - Requisitos básicos para o sistema de sinalização visual das unidades de atendimento: XVII - Condições mínimas a serem observadas pelas unidades de atendimento, em especial no que se refere a acessibilidade, limpeza e conforto: XVIII - Procedimentos alternativos para o atendimento quando o sistema informatizado se encontrar indisponível: XIX - Outras informações julgadas de interesse dos usuários:


FEIRA DA SAÚDE


Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: Realizado dia 05 de abril de 2017, na praça nossa senhora da conceição, com Atender a população araciense com serviços de atendimentos médicos, odontológicos e de enfermagem, onde foram oferecidos os serviços de: Coleta de exame laboratorial, aplicação de vacina, palestras educativas, aferição de PA e HGT, atendimento odontológico, teste da linguinha com fonoaudiólogo, avaliação de manchas para diagnóstico de hanseníase, atividade física, avaliação de tracoma e fisioterapias

Indicadores: em análise

Resultados: 800 atendimentos ao público em geral

Informações Adicionais: I - Serviço Oferecido: II - Requisitos, documentos e informações necessárias para acessar o serviço: III - Principais etapas para processamento do serviço: IV - Prazo máximo para prestação do serviço: V - Forma de prestação do serviço: VI - Forma de comunicação com o solicitante do serviço: VII - Locais e formas de acessar o atendimento: VIII - Prioridades de atendimento: IX - Tempo para espera do atendimento: X - Prazos para realização do serviço: XI - Mecanismos de comunicação com os usuários: XII - Procedimentos para receber, atender, gerir e responder às sugestões e reclamações: XIII - Fornecimento de informações acerca das etapas, presentes e futuras, esperadas para a realização dos serviços, inclusive estimativas de prazos: XIV - Mecanismos de consulta, por parte do usuário, acerca das etapas, cumpridas e pendentes, para a realização do serviço solicitado: XV - tratamento a ser dispensado aos usuários quando do atendimento: XVI - Requisitos básicos para o sistema de sinalização visual das unidades de atendimento: XVII - Condições mínimas a serem observadas pelas unidades de atendimento, em especial no que se refere a acessibilidade, limpeza e conforto: XVIII - Procedimentos alternativos para o atendimento quando o sistema informatizado se encontrar indisponível: XIX - Outras informações julgadas de interesse dos usuários:


CAPACITAÇÃO DE PROFISSIONAIS DA ATENÇÃO BÁSICA NO CONTROLE DA HANSENÍASE


Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: NOS DIAS 25 A 28 DE ABRIL FOI REALIZADA UMA CAPACITAÇÃO COM A EQUIPE DO MINISTÉRIO DA SAÚDE AOS PROFISSIONAIS DA ATENÇÃO BÁSICA, MÉDICOS E ENFERMEIROS DE ARACI E DIVERSAS CIDADES COMO: TUCANO , SERRINHA , VALENTE , CANSANÇÃO,ENTRE OUTRAS. A CAPACITAÇÃO CONSISTE EM PROMOVER AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE A EFICIÊNCIA NA IDENTIFICAÇÃO DOS CASOS DE HANSENÍASE.

Indicadores: PROMOVER AOS PROFISSIONAIS EM SAÚDE A IDENTIFICAÇÃO DOS CASOS DE HANSENÍASE E PROMOVER AGILIDADES NOS TRATAMENTO AO CLIENTE EVITANDO POSSÍVEIS COMPLICAÇÕES.

Resultados: A CAPACITAÇÃO PROMOVEU AOS PROFISSIONAIS DA ATENÇÃO BÁSICA ESCLARECIMENTOS SOBRE A HANSENÍASE A PARTIR DA CONCEITUAÇÃO TEÓRICA E PRÁTICA SENDO REALIZADA NAS UNIDADES DE SAÚDE DA FAMÍLIA NO MUNICÍPIO DE ARACI.

Informações Adicionais: I - Serviço Oferecido: II - Requisitos, documentos e informações necessárias para acessar o serviço: III - Principais etapas para processamento do serviço: IV - Prazo máximo para prestação do serviço: V - Forma de prestação do serviço: VI - Forma de comunicação com o solicitante do serviço: VII - Locais e formas de acessar o atendimento: VIII - Prioridades de atendimento: IX - Tempo para espera do atendimento: X - Prazos para realização do serviço: XI - Mecanismos de comunicação com os usuários: XII - Procedimentos para receber, atender, gerir e responder às sugestões e reclamações: XIII - Fornecimento de informações acerca das etapas, presentes e futuras, esperadas para a realização dos serviços, inclusive estimativas de prazos: XIV - Mecanismos de consulta, por parte do usuário, acerca das etapas, cumpridas e pendentes, para a realização do serviço solicitado: XV - tratamento a ser dispensado aos usuários quando do atendimento: XVI - Requisitos básicos para o sistema de sinalização visual das unidades de atendimento: XVII - Condições mínimas a serem observadas pelas unidades de atendimento, em especial no que se refere a acessibilidade, limpeza e conforto: XVIII - Procedimentos alternativos para o atendimento quando o sistema informatizado se encontrar indisponível: XIX - Outras informações julgadas de interesse dos usuários:


PRÉ CONFERÊNCIA DE SAÚDE DE ARACI


Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: No dia 10 de julho foi realizado a Pré - Conferência de Saúde na USF de Pedra Alta com o tema norteador "Humanização na Atenção à Saúde e a Co-responsabilização na relação profissional/usuário do SUS". objetivo debater a respeito dos problemas pertinentes a usuários do sistema de saúde verificando as principais demandas para a Conferência Municipal de Saúde

Indicadores: A Pré- Conferência foi realizada na Unidade de Saúde da Família de Pedra Alta com membros da Atenção Básica, técnicos, enfermeiros e Agentes comunitário em Saúde junto com representantes locais.

Resultados: A Pré - Conferência realizada nas unidades proporcionou o esclarecimento a respeito da realização da V Conferência de Saúde, foram elaboradas propostas como os principais problemas e demandas que a Unidade de Saúde precisa para assim atender aos usuários da comunidade local.

Informações Adicionais: I - Serviço Oferecido: II - Requisitos, documentos e informações necessárias para acessar o serviço: III - Principais etapas para processamento do serviço: IV - Prazo máximo para prestação do serviço: V - Forma de prestação do serviço: VI - Forma de comunicação com o solicitante do serviço: VII - Locais e formas de acessar o atendimento: VIII - Prioridades de atendimento: IX - Tempo para espera do atendimento: X - Prazos para realização do serviço: XI - Mecanismos de comunicação com os usuários: XII - Procedimentos para receber, atender, gerir e responder às sugestões e reclamações: XIII - Fornecimento de informações acerca das etapas, presentes e futuras, esperadas para a realização dos serviços, inclusive estimativas de prazos: XIV - Mecanismos de consulta, por parte do usuário, acerca das etapas, cumpridas e pendentes, para a realização do serviço solicitado: XV - tratamento a ser dispensado aos usuários quando do atendimento: XVI - Requisitos básicos para o sistema de sinalização visual das unidades de atendimento: XVII - Condições mínimas a serem observadas pelas unidades de atendimento, em especial no que se refere a acessibilidade, limpeza e conforto: XVIII - Procedimentos alternativos para o atendimento quando o sistema informatizado se encontrar indisponível: XIX - Outras informações julgadas de interesse dos usuários:


CAMPANHA NACIONAL DE VACINAÇÃO ANTIRRÁBICA DE CÃES E GATOS 2017


Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: A CAMPANHA NACIONAL DE VACINAÇÃO ANTIRRÁBICA DE CÃES E GATOS SERÁ REALIZADA NO MUNICÍPIO DE ARACI NO PERÍODO DE 01 DE SETEMBRO A 16 DE OUTUBRO DE 2017, SENDO O DIA "D" DE VACINAÇÃO 30 DE SETEMBRO. DEVERÃO SER VACINADOS TODOS OS CÃES E GATOS A PARTIR DE 03 MESES DE IDADE, INDEPENDENTE DO ESTADO VACINAL ANTERIOR. A CAMPANHA DE VACINAÇÃO ESTÁ SENDO REALIZADA NO CENTRO DE ENDEMIAS LOCALIZADO A RUA GOIAS Nº36, BAIRRO MORUMBI ( SAÍDA PARA O POÇO GRANDE) DE SEGUNDA A SEXTA DAS 08:00 ÁS 12:00 E DAS 14:00 ÀS 17:00 HORAS.

Indicadores: EM PROCESSO

Resultados: EM PROCESSO

Informações Adicionais: I - Serviço Oferecido: II - Requisitos, documentos e informações necessárias para acessar o serviço: III - Principais etapas para processamento do serviço: IV - Prazo máximo para prestação do serviço: V - Forma de prestação do serviço: VI - Forma de comunicação com o solicitante do serviço: VII - Locais e formas de acessar o atendimento: VIII - Prioridades de atendimento: IX - Tempo para espera do atendimento: X - Prazos para realização do serviço: XI - Mecanismos de comunicação com os usuários: XII - Procedimentos para receber, atender, gerir e responder às sugestões e reclamações: XIII - Fornecimento de informações acerca das etapas, presentes e futuras, esperadas para a realização dos serviços, inclusive estimativas de prazos: XIV - Mecanismos de consulta, por parte do usuário, acerca das etapas, cumpridas e pendentes, para a realização do serviço solicitado: XV - tratamento a ser dispensado aos usuários quando do atendimento: XVI - Requisitos básicos para o sistema de sinalização visual das unidades de atendimento: XVII - Condições mínimas a serem observadas pelas unidades de atendimento, em especial no que se refere a acessibilidade, limpeza e conforto: XVIII - Procedimentos alternativos para o atendimento quando o sistema informatizado se encontrar indisponível: XIX - Outras informações julgadas de interesse dos usuários:


SIMPÓSIO EDUCACIONAL


Responsável: Secretaria de Educação e Cultura

Metas: As Práticas que educam e a leitura abrem a discussão entre o coletivo da unidade escolar na jornada Pedagógica.

Indicadores: Planejamento para o ano letivo,a partir da reflexão sobre o desempenho da escola e de ações e metas para a melhoria do ensino e aprendizagem dos estudantes.

Resultados: Satisfatório mediante a opinião dos servidores que participaram do evento.

Informações Adicionais: I - Serviço Oferecido: II - Requisitos, documentos e informações necessárias para acessar o serviço: III - Principais etapas para processamento do serviço: IV - Prazo máximo para prestação do serviço: V - Forma de prestação do serviço: VI - Forma de comunicação com o solicitante do serviço: VII - Locais e formas de acessar o atendimento: VIII - Prioridades de atendimento: IX - Tempo para espera do atendimento: X - Prazos para realização do serviço: XI - Mecanismos de comunicação com os usuários: XII - Procedimentos para receber, atender, gerir e responder às sugestões e reclamações: XIII - Fornecimento de informações acerca das etapas, presentes e futuras, esperadas para a realização dos serviços, inclusive estimativas de prazos: XIV - Mecanismos de consulta, por parte do usuário, acerca das etapas, cumpridas e pendentes, para a realização do serviço solicitado: XV - tratamento a ser dispensado aos usuários quando do atendimento: XVI - Requisitos básicos para o sistema de sinalização visual das unidades de atendimento: XVII - Condições mínimas a serem observadas pelas unidades de atendimento, em especial no que se refere a acessibilidade, limpeza e conforto: XVIII - Procedimentos alternativos para o atendimento quando o sistema informatizado se encontrar indisponível: XIX - Outras informações julgadas de interesse dos usuários:


III Conferência Municipal de Educação


Responsável: Secretaria de Educação e Cultura

Metas: Aconteceu na última quarta-feira (21), a III Conferência Municipal de Educação. A conferência teve por objetivo, promover a análise da Consolidação do Sistema Nacional de Educação e como público alvo, professores, gestores, coordenadores e agentes de apoio da educação, além de estudantes da rede municipal e estadual, universitários, famílias, comunidade escolar e movimentos sociais e estudantis.

Indicadores: O encontro foi aberto com o pronunciamento de autoridades locais do município, da Secretária de Educação, da Coordenadora da Comissão Organizadora da Conferência, da Presidente do Conselho Municipal de Educação e do Presidente da APLB. Em seguida, teve início a palestra ministrada pelo Professor Mestre Vagner da Silva, que abordou o tema ?A Consolidação do Sistema Nacional e o Plano Nacional de Educação: proposição de políticas para a garantia do direito à educação de qualidade, social, gratuita e laica?.

Resultados: Durante a conferência, foram realizadas plenárias por eixos, onde os participantes discutiram acerca da temática proposta e uma plenária final, onde os participantes chegaram a um consenso. Durante o evento, foi realizada ainda a eleição de delegados para a etapa estadual da 3º CONAE (Conferência Nacional de Educação).


PNAIC


Responsável: Secretaria de Educação e Cultura

Metas: Assegurar que todas as crianças estejam alfabetizadas até os oito anos de idade, ao final do 3º ano do ensino fundamental.

Indicadores: Aos oito anos de idade, as crianças precisam ter a compreensão do funcionamento do sistema de escrita; o domínio das correspondências grafofônicas, mesmo que dominem poucas convenções ortográficas irregulares e poucas regularidades que exijam conhecimentos morfológicos mais complexos; a fluência de leitura e o domínio de estratégias de compreensão e de produção de textos escritos.

Resultados: EM PROCESSO.

Informações Adicionais: Ao aderir ao Pacto, os entes governamentais se comprometem a: alfabetizar todas as crianças em língua portuguesa e em matemática; realizar avaliações anuais universais, aplicadas pelo INEP, junto aos concluintes do 3º ano do ensino fundamental; no caso dos estados, apoiar os municípios que tenham aderido às Ações do Pacto, para sua efetiva implementação.


Mais Educação


Responsável: Secretaria de Educação e Cultura

Metas: Tem o objetivo de melhorar o ambiente escolar, oferecendo atividades nas áreas de acompanhamento pedagógico, meio ambiente, esporte e lazer, direitos humanos, cultura e arte, cultura digital, prevenção e promoção da saúde, educomunicação, educação científica e educação econômica. O programa prioriza instituições de ensino localizadas em capitais e regiões metropolitanas que têm baixo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

Indicadores: Percebe-se na fala dos dos monitores a satisfação em relação ao programa devido ao suporte oferecido e a melhoria na aprendizagem dos alunos.

Resultados: EM PROCESSO.


PDE


Responsável: Secretaria de Educação e Cultura

Metas: Qualificar para oferecer mais qualidade de ensino ao estudante, aumentando a aprendizagem escolar. O PDE-Escola auxilia as equipes a trabalhar com os mesmos objetivos e em busca de resultados comuns, reconhecendo que os ambientes sociais estão em constante mudança. Considerar o processo de planejamento estratégico desenvolvido pela escola para a melhoria da qualidade do ensino e da aprendizagem.

Indicadores: Os recursos são repassados por dois anos consecutivos e destinam-se a auxiliar a escola na implementação das ações indicadas nos planos validados pelo MEC. Os valores, transferidos para as Unidades Executoras das escolas, são definidos em função do número de matrículas do Censo Escolar do ano anterior, variando de acordo com as faixas definidas nas Resoluções publicadas pelo FNDE

Resultados: EM PROCESSO.

Informações Adicionais: I - Serviço Oferecido: II - Requisitos, documentos e informações necessárias para acessar o serviço: III - Principais etapas para processamento do serviço: IV - Prazo máximo para prestação do serviço: V - Forma de prestação do serviço: VI - Forma de comunicação com o solicitante do serviço: VII - Locais e formas de acessar o atendimento: VIII - Prioridades de atendimento: IX - Tempo para espera do atendimento: X - Prazos para realização do serviço: XI - Mecanismos de comunicação com os usuários: XII - Procedimentos para receber, atender, gerir e responder às sugestões e reclamações: XIII - Fornecimento de informações acerca das etapas, presentes e futuras, esperadas para a realização dos serviços, inclusive estimativas de prazos: XIV - Mecanismos de consulta, por parte do usuário, acerca das etapas, cumpridas e pendentes, para a realização do serviço solicitado: XV - tratamento a ser dispensado aos usuários quando do atendimento: XVI - Requisitos básicos para o sistema de sinalização visual das unidades de atendimento: XVII - Condições mínimas a serem observadas pelas unidades de atendimento, em especial no que se refere a acessibilidade, limpeza e conforto: XVIII - Procedimentos alternativos para o atendimento quando o sistema informatizado se encontrar indisponível: XIX - Outras informações julgadas de interesse dos usuários:


PDDE


Responsável: Secretaria de Educação e Cultura

Metas: O programa engloba várias ações e objetiva a melhora da infraestrutura física e pedagógica das escolas e o reforço da autogestão escolar nos planos financeiro, administrativo e didático, contribuindo para elevar os índices de desempenho da educação básica.

Indicadores: O Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) tem por finalidade prestar assistência financeira, em caráter suplementar, às escolas públicas da educação básica das redes estaduais, municipais e do Distrito Federal e às escolas privadas de educação especial mantidas por entidades sem fins lucrativos, registradas no Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS) como beneficentes de assistência social, ou outras similares de atendimento direto e gratuito ao público.

Resultados: EM PROCESSO.

Informações Adicionais: I - Serviço Oferecido: II - Requisitos, documentos e informações necessárias para acessar o serviço: III - Principais etapas para processamento do serviço: IV - Prazo máximo para prestação do serviço: V - Forma de prestação do serviço: VI - Forma de comunicação com o solicitante do serviço: VII - Locais e formas de acessar o atendimento: VIII - Prioridades de atendimento: IX - Tempo para espera do atendimento: X - Prazos para realização do serviço: XI - Mecanismos de comunicação com os usuários: XII - Procedimentos para receber, atender, gerir e responder às sugestões e reclamações: XIII - Fornecimento de informações acerca das etapas, presentes e futuras, esperadas para a realização dos serviços, inclusive estimativas de prazos: XIV - Mecanismos de consulta, por parte do usuário, acerca das etapas, cumpridas e pendentes, para a realização do serviço solicitado: XV - tratamento a ser dispensado aos usuários quando do atendimento: XVI - Requisitos básicos para o sistema de sinalização visual das unidades de atendimento: XVII - Condições mínimas a serem observadas pelas unidades de atendimento, em especial no que se refere a acessibilidade, limpeza e conforto: XVIII - Procedimentos alternativos para o atendimento quando o sistema informatizado se encontrar indisponível: XIX - Outras informações julgadas de interesse dos usuários:


PNAE


Responsável: Secretaria de Educação e Cultura

Metas: O Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae),contribui para o crescimento, o desenvolvimento, a aprendizagem, o rendimento escolar dos estudantes e a formação de hábitos alimentares saudáveis, por meio da oferta da alimentação escolar e de ações de educação alimentar e nutricional.

Indicadores: São atendidos pelo Programa os alunos de toda a educação básica (educação infantil, ensino fundamental, ensino médio e educação de jovens e adultos e educação especial) matriculados em escolas públicas, filantrópicas e em entidades comunitárias (conveniadas com o poder público), por meio da transferência de recursos financeiros.

Resultados: EM PROCESSO.


MPT NA ESCOLA


Responsável: Secretaria de Educação e Cultura

Metas: MPT na Escola um projeto do Ministério Público do Trabalho e consiste num conjunto de ações voltadas para a promoção de debates, nas escolas de ensino fundamental, sobre os temas relativos aos direitos da criança e do adolescente, com foco na prevenção e erradicação do trabalho infantil e a proteção adolescente trabalhador.

Indicadores: São realizadas oficinas de capacitação e sensibilização dos profissionais de educação sobre os temas objeto do projeto, com a participação dos demais órgãos e entidades do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente.

Resultados: EM PROCESSO.


PNATE E CAMINHO DA ESCOLA\


Responsável: Secretaria de Educação e Cultura

Metas: O Município executa atualmente dois programas voltados ao transporte de estudantes: o Caminho da Escola e o Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (Pnate), que visam atender alunos moradores da zona rural.

Indicadores: O Caminho da Escola foi criado pela Resolução nº 3, de 28 de março de 2007, e consiste na concessão, pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), de linha de crédito especial para a aquisição, pelos estados e municípios, de ônibus, mini ônibus e micro-ônibus zero quilômetro e de embarcações novas. Já o Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (Pnate) foi instituído pela Lei nº 10.880, de 9 de junho de 2004, com o objetivo de garantir o acesso e a permanência nos estabelecimentos escolares dos alunos do ensino fundamental público residentes em área rural que utilizem transporte escolar, por meio de assistência financeira, em caráter suplementar, aos estados, Distrito Federal e municípios.

Resultados: EM PROCESSO.


SIMPÓSIO EDUCACIONAL


Responsável: Secretaria de Educação e Cultura

Metas: Momento em que profissionais da educação partilham ideias, ensinam e aprendem na coletividade, com o propósito de promover o fortalecimento do processo educativo, por meio da análise dos indicadores educacionais, dos valores e da cultura das escolas. O tema escolhido é um convite à comunidade escolar para evidenciar práticas educativas e o trabalho desenvolvido com a leitura, na perspectiva das diversas linguagens e áreas do conhecimento. As práticas que educam e a leitura abrem a discussão entre o coletivo da unidade escolar na Jornada Pedagógica e devem ser consideradas ao longo do ano letivo para a garantia do direito de aprender dos nossos estudantes.

Indicadores: Consolidar o planejamento para o ano letivo de , a partir da reflexão sobre o desempenho da escola e do estabelecimento de ações e metas para melhoria dos processos de ensino e de aprendizagem dos estudantes.

Resultados: 2013 a 2016

Informações Adicionais: O Simpósio tem duração de 4 dias nos turnos matutino e vespertino, sendo que a abertura acontece no primeiro dia a noite.


CONCURSO para escolha da capa do DIÁRIO ESCOLAR.


Responsável: Secretaria de Educação e Cultura

Metas: Favorecer a participação dos alunos no processo artístico, criativo e pedagógico.

Indicadores: 70% dos alunos da rede municipal e a participação expressiva da comunidade educativa no processo democrático de escolha dos desenhos.

Resultados: Processo realizado entre os anos de 2013 a 2016.


FORMAÇÃO DE ENSINO RELIGIOSO


Responsável: Secretaria de Educação e Cultura

Metas: PROMOVER A FORMAÇÃO CONTINUADA DO CORPO DOCENTE, BUSCANDO UMA AÇÃO EDUCATIVA INTERDISCIPLINAR.

Indicadores: PLANTÕES PEDAGÓGICOS

Resultados: PROMOÇÃO DA FORMAÇÃO DO CORPO DOCENTE, COM UMA AÇÃO EDUCATIVA INTERDISCIPLINAR.


Revitalização de Praças com Jardim


Responsável: Secretaria de Infraestrutura, Obras, Transportes e Serviços Públicos

Metas: Praça pública são por exelência,espaço de convivência e em muitos casos marco simbolico de uma cidade, distritos e povoados, portanto, está relacionada diretamente com a formação de uma cultura agregadora e compartilhadora entre cidadãos.

Indicadores: Entende-se a cidade como local de encontros e relações, o espaço público apresenta, em seu ambiente papel determinante. É nele que se desenvolvem atividades coletivas, com o convívio e trocas entre os grupos diversos que compóem a heterogênea sociedade urbana.

Resultados: O distrito e povoados que já foram contemplado com uma praça jardim, o Distrito do João Vieira, os povoados do Campo Grande e Serra Branca, com recursos próprio.

Informações Adicionais: A praça do Distrito do João Vieira foi orçamentado R$82.728,62 A praça do povoado Campo Grande R$ 14.670,00 A praça do povoado Serra Branca R$ 14.000,00


Sistema de Esgotamento Sanitário


Responsável: Secretaria de Infraestrutura, Obras, Transportes e Serviços Públicos

Metas: O sistema de esgotamento sanitário está sendo implantado com recursos própios e vem oferecer melhor qualidade de vida à população local

Indicadores: Os principais benificios de se fazer o esgotamento sanitário são contribuir com a saúde da população proxima ao empreendimento.

Resultados: Adequação as leis ambientais, preservação ao meio ambiente, valorização do imóvel local, reduz os risco de doenças e a proliferação de mosquitos nos bairros que estão sendo adendido.

Informações Adicionais: Jó foi ampliado mais de 11.000 mil metros linear de tubos de 100mm, 150mm e 200mm Os Bairros que foi contemplado com este servicos forão;CONTEL, COQUEIRO,SÃO JOÃO, GUARANI,LAMEIRINHO,CASCALHEIRA,TIRACOLO, CASINHA E PARTE DA RUA JOSE PINHEIRO


RECUPERAÇÃO DO ATERRO SANITÁRIO DE ARACI-BA


Responsável: Secretaria de Infraestrutura, Obras, Transportes e Serviços Públicos

Metas: Enfrentando um desafio, a prefeitura da cidade de Araci, através da Secretária Municipal de Infraestrutura, decidi-o assumir a responsabilidade pela recuperação do Aterro Sanitário, passando a opera-lo de forma sanitária e ambiental adequada.

Indicadores: O lixo recolhido cerca de 600 tonelada mês é disposto, compactado e coberto com argila, evitando focos de incêndio e proliferação de vetores.

Resultados: Atualmente, o aterro é a principal unidade para destino final de resíduos sólidos urbanos coletados na cidade de Araci e zona rural em especial os distritos de João Vieira, Pedra Alta, Barreira e Tapuio e os povoados do Barreiro Preto, Tanque Cavado, Ribeira, Vaze da Pedra, Fubá, Serra Branca, Rufino, Caldeirão, Retirada, Inchú, Barreiro Branco e Serra Branca.


RECUPERAÇÃO DE ESTRADAS VICINAIS


Responsável: Secretaria de Infraestrutura, Obras, Transportes e Serviços Públicos

Metas: As estradas vicinais possuem extrema importância economica, além de social e ambiental. Do ponto de vista econômico, são responsálveis pelo escoamento da produção agrícola eo consequente abastecimento das zonas urbanas. Também, chega as propriedades rurais. Em pouco mais de 36 mêses esta secretaria comtabilizou mais de 1720 KM de passe e repasse de serviço de terraplanagem com moto niveladora (patrol), incluindo cascalhamento em trecho esburacado.

Indicadores: O estado de conservação das estradas influi diretamente no custo do transporte e na qualidade do produto transportado, o acesso da população rural a serviços básicos como educação, saúde e lazer muitas vezes se dá através das estradas vicinais que é caso da nossa cidade com uma estensa zona rural.

Resultados: No aspecto ambiental, a manutenção das estradas de terra está ligada diretamente ao controle de erosão e perda de solo, a conservação e recuperação das marginais as estradas, também contribui para que essa população se desloque para o centro deste municipío. A conservação do bom estado das estradas contribui para a fixação das familías no campo e a melhoria das condições de vida.

Informações Adicionais: Nesta terça feira 26/04/2016, estamos recomercando nas estradas dos distritos do João Vieira e Pedra Alta com cascalhamento do trecho entre a Fazenda Bigodeiro e os povoado Tiguí e Cortiço com uma pá carregadeira e caçamba do PAC.


Revitalização da Praça da Lagoa do Curral


Responsável: Secretaria de Infraestrutura, Obras, Transportes e Serviços Públicos

Descrição: Revitalização da Praça da Lagoa do Curral com reparos nas calçadas, pintura e manutenção da iluminação.

Metas: Praça pública são por exelência,espaço de convivência e em muitos casos marco simbolico de uma cidade, distritos e povoados, portanto, está relacionada diretamente com a formação de uma cultura agregadora e compartilhadora entre cidadãos.

Indicadores: Entende-se a cidade como local de encontros e relações, o espaço público apresenta, em seu ambiente papel determinante. É nele que se desenvolvem atividades coletivas, com o convívio e trocas entre os grupos diversos que compõem a heterogênea sociedade urbana.

Resultados: Povoado com opção de lazer revitalizada.


RECUPERAÇÃO DE ESTRADAS VICINAIS


Responsável: Secretaria de Infraestrutura, Obras, Transportes e Serviços Públicos

Descrição: No período de 01/07 a 15/08/2019 foi feita a recuperação nas estradas da regional do distrito de Tapuio somando um total de 62 km, serviço realizado com moto niveladora, pá carregadeira e caçamba.

Metas: As estradas vicinais possuem extrema importância econômica, além de social e ambiental. Do ponto de vista econômico, são responsáveis pelo escoamento da produção agrícola e consequente abastecimento das zonas urbanas. Também, chega as propriedades rurais.

Indicadores: O estado de conservação das estradas influi diretamente no custo do transporte e na qualidade do produto transportado, o acesso da população rural a serviços básicos como educação, saúde e lazer muitas vezes se dá através das estradas vicinais que é caso da nossa cidade com uma extensa zona rural.

Resultados: No aspecto ambiental, a manutenção das estradas de terra está ligada diretamente ao controle de erosão e perda de solo, a conservação e recuperação das marginais as estradas, também contribui para que essa população se desloque para o centro deste município. A conservação do bom estado das estradas contribui para a fixação das famílias no campo e a melhoria das condições de vida.


RECUPERAÇÃO DE ESTRADAS VICINAIS


Responsável: Secretaria de Infraestrutura, Obras, Transportes e Serviços Públicos

Descrição: No período de 01/07 a 25/07/2019 foi feita a recuperação da estrada que liga a sede do município com o distrito de Barreira, somando um total de 42 km, serviço realizado com moto niveladora, pá carregadeira e caçamba.

Metas: As estradas vicinais possuem extrema importância econômica, além de social e ambiental. Do ponto de vista econômico, são responsáveis pelo escoamento da produção agrícola e consequente abastecimento das zonas urbanas. Também, chega as propriedades rurais.

Indicadores: O estado de conservação das estradas influi diretamente no custo do transporte e na qualidade do produto transportado, o acesso da população rural a serviços básicos como educação, saúde e lazer muitas vezes se dá através das estradas vicinais que é caso da nossa cidade com uma extensa zona rural.

Resultados: No aspecto ambiental, a manutenção das estradas de terra está ligada diretamente ao controle de erosão e perda de solo, a conservação e recuperação das marginais as estradas, também contribui para que essa população se desloque para o centro deste município. A conservação do bom estado das estradas contribui para a fixação das famílias no campo e a melhoria das condições de vida.


RECUPERAÇÃO DE ESTRADAS VICINAIS


Responsável: Secretaria de Infraestrutura, Obras, Transportes e Serviços Públicos

Descrição: No período de 10/05 a 30/06/2019 foi feita a recuperação da estrada que liga a sede do município com os distritos de poço grande, tapuio e várzea da pedra, somando um total de 37 km, serviço realizado com moto niveladora, pá carregadeira e caçamba.

Metas: As estradas vicinais possuem extrema importância econômica, além de social e ambiental. Do ponto de vista econômico, são responsáveis pelo escoamento da produção agrícola e consequente abastecimento das zonas urbanas. Também, chega as propriedades rurais.

Indicadores: O estado de conservação das estradas influi diretamente no custo do transporte e na qualidade do produto transportado, o acesso da população rural a serviços básicos como educação, saúde e lazer muitas vezes se dá através das estradas vicinais que é caso da nossa cidade com uma extensa zona rural.

Resultados: No aspecto ambiental, a manutenção das estradas de terra está ligada diretamente ao controle de erosão e perda de solo, a conservação e recuperação das marginais as estradas, também contribui para que essa população se desloque para o centro deste município. A conservação do bom estado das estradas contribui para a fixação das famílias no campo e a melhoria das condições de vida.


REVITALIZAÇÃO DA ÁREA INTERNA DO ESTADIO MUNICIPAL


Responsável: Secretaria de Infraestrutura, Obras, Transportes e Serviços Públicos

Descrição: Serviço de pintura, reforma de banheiros e vestiários com troca de vasos sanitários e pias.

Metas: Áreas públicas são por excelência, espaço de convivência e em muitos casos marco simbólico de uma cidade, distritos e povoados, portanto, está relacionada diretamente com a formação de uma cultura agregadora e compartilhadora entre cidadãos.

Indicadores: Entende-se a cidade como local de encontros e relações, o espaço público apresenta, em seu ambiente papel determinante. É nele que se desenvolvem atividades coletivas, com o convívio e trocas entre os grupos diversos que compõem a heterogênea sociedade urbana.

Resultados: Mais comodidade, higiene e acessibilidade para população


CONSTRUÇÃO, REFPORMA E AMPLIAÇÕES


Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: Construções, reformas e ampliações DOS PSFs, UBS e UPA no município de Araci.

Indicadores: Em processo

Resultados: Facilitar o atendimento da área da Saúde no Município Araci

Informações Adicionais: Na Saúde: * Construção da UPA; * Construção de 12 PSFs *Reforma do Centro de Saúde; * Reforma e Ampliação de oito PSFs


TRIAGEM PRÉ NATAL (PAPEL FILTRO)


Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: Os exames de Triagem Pré-Natal são de extrema importância para uma gestação segura, pois através dele é possível identificar e reduzir muitos problemas de saúde que podem atingir a mãe e o bebê como doenças, infecções ou disfunções que, detectadas precocemente, possibilita um tratamento com maior êxito.

Indicadores: Em processo.

Resultados: Em processo.

Informações Adicionais: A Triagem Pré-Natal é dividida em duas fases, são elas: Primeira Fase: são coletadas gotas de sangue dos dedos da mão da gestante, esta coleta é feita em papel filtro em todas as unidades de saúde do município de Araci. A partir daí são realizados exames que detectam as seguintes doenças: Toxoplasmose IgM, Citomegalovírus IgM, Sífilis Total, Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS), Hemoglobinopatias, HTLV 1 e 2 e AGhBS Segunda Fase: a coleta é feita com o mesmo procedimento realizado na Primeira Fase e deve ser efetuada no 28ª a 30ª semana de gestação, o equivalente ao oitavo mês. Nesta fase são feitos os exames para detectar a Imunodeficiência Adquirida (AIDS), Toxoplasmose e Sífilis.


COORDENAÇÃO DO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA


Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: A Estratégia de Saúde da Família é um projeto dinamizador do SUS, condicionada pela evolução histórica e organização do sistema de saúde no Município. I. colaborar no planejamento, assessorar e promover, ações de saúde na família; II. apoiar técnica e operacionalmente as ações das equipes do Programa de Saúde da Família - PSF e Programa de Agentes Comunitários de Saúde - PACS. III. colaborar para o planejamento e execução das atividades de seleção, contratação de pessoal e de educação continuada das equipes. IV. colaborar no planejamento, para a adequação de Unidades de Saúde da família no que se refere a equipamentos e insumos necessários ao desenvolvimento dos programas em articulação intra e interinstitucional; V. exercer outras competências correlatas; VI. assegurar a implantação dos subprogramas integrantes da estratégia de Saúde da Família; VII. acompanhar os indicadores da atenção básica e suas variações, considerando intervenções que visem à melhoria do sistema de saúde do município; VIII. acompanhar a pactuação da atenção básica do município e formular proposta para adequação a realidade local.

Indicadores: Em processo.

Resultados: A Estratégia de Saúde da Família como estratégia estruturante dos sistemas municipais de saúde tem provocado um importante movimento com o intuito de reordenar o modelo de atenção no SUS. Busca maior racionalidade na utilização dos demais níveis assistenciais e tem produzido resultados positivos nos principais indicadores de saúde das populações assistidas às equipes saúde da família.

Informações Adicionais: PRINCIPAIS AÇÕES: - Triagem Pré-natal - Triagem Neo-natal - - Atuação nos Programas do Ministério da Saúde: Saúde do Homem, Saúde da Mulher, Saúde do Idoso, Saúde do Adolescente, imunização, acompanhamento do bolsa família. - Consulta médica, Consulta de enfermagem e consulta odontológica. - Verificação de PA, glicemia e curativos. - Visita domiciliar - Saúde Bucal


CAMPANHA NACIONAL DE HANSENÍASE, VERMINOSES, TRACOMA ESQUITOSSOMOSE.


Responsável: Secretaria de Saúde

Metas: Campanha Nacional de Hanseníase, Verminoses, Tracoma e Esquistossomose nas escolas da rede municipal de Araci, têm como objetivo reduzir a carga parasitária de geo-helmintos, identificar casos suspeitos de hanseníase e identificar e tratar casos de tracoma em estudantes, na faixa etária de 5 a 14 anos, da rede pública de ensino do município.

Indicadores: Em processo.

Resultados: Em processo.


DISTRIBUIÇÃO DE SEMENTES DE MILHO E FEIJÃO


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Metas: Fazer com que as famílias plantem e assim possam colher após a chuva

Indicadores: Foram distribuídos mais de 36.000 mil quilos de feijão e 36.000 mil quilos de milho para o plantio de inverno dos anos 2013/2014/2015.

Resultados: O objetivo do governo é atender pequenos agricultores de base familiar que não dispõem de sementes ou vêem plantando grãos há vários anos em lugar de sementes selecionadas.



Órgão: Secretaria Municipal de Saúde

PROGRAMA DE CONTROLE DO TRACOMA (2019)


Número: 22

Responsável: Secretaria de Saúde

Descrição: Tracoma: O tracoma é uma afecção inflamatória ocular crônica, uma ceratoconjuntivite crônica recidivante que, em decorrência de infecções repetidas, produz cicatrizes na conjuntiva palpebral, podendo levar à formação de entrópio (pálpebra com a margem virada para dentro do olho) e triquíase (cílios invertidos tocando o olho). As lesões resultantes deste atrito podem levar a alterações da córnea, causando baixa visão e cegueira.

Metas: Tracoma: O objetivo do Programa é a cura da infecção. Em nível populacional, o objetivo é interromper a cadeia de transmissão da doença e diminuir a circulação do agente etiológico na comunidade, o que leva a redução da frequência das reinfecções e da gravidade dos casos.

Indicadores: Tracoma: Seria de fundamental importância que tivéssemos materiais suficientes e mais modernos para realizarmos um trabalho de qualidade e que atendesse a demanda do município.

Resultados: Tracoma: Nesse primeiro semestre de 2019 foi realizado busca-ativa, onde foram examinados: 1.006 pessoas, sendo confirmados/diagnosticados 14 pessoas com casos novos, destas 03 foram medicados, e retratados (medicados) foram 20 pessoas. O trabalho do tracoma é desenvolvido em instituições de ensino municipal e nas residências da comunidade.


PROGRAMA DE CONTROLE DE DOENÇAS DE CHAGAS (2019)


Número: 21

Responsável: Secretaria de Saúde

Descrição: Chagas: É uma doença de elevada prevalência e morbimortalidade, causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi (T. cruzi). Apresenta uma fase aguda (sintomática ou não) e uma crônica, que pode se manifestar nas formas indeterminada, cardíaca, digestiva ou cardiodigestiva. Os vetores transmissores da doença de Chagas (DC) são os triatomíneos, insetos que se alimentam de sangue, conhecidos popularmente como barbeiros. A transmissão vetorial do parasito só acontece se o triatomíneo estiver infectado. Diversas espécies de mamíferos (silvestres e domésticos) podem ser reservatórios e infectar os barbeiros (tatus, gambás, quatis, cão, gato, rato etc).

Metas: Chagas: Desenvolver as atividades preconizadas pelo programa, visto atender o quadro entomológico do território de abrangência, prevenir a incidência da doença de chagas e o controle dos vetores.

Indicadores: Chagas: Trabalho prejudicado devido a ausência de transporte.

Resultados: Chagas: Foi realizado trabalhos em 5 (cinco) localidades rurais, sendo capturados 6 exemplares de barbeiros, os mesmos foram examinados e negativados.

Informações Adicionais: Chagas: os trabalhos de Chagas foram comprometidos e inviabilizados devido a ausência de transportes para a visita domiciliar e vistoria nos imóveis.


PROGRAMA DE CONTROLE DA LEISHMANIOSE VISCERAL (PCL


Número: 20

Responsável: Secretaria de Saúde

Descrição: Leishmanioses: A Leishmaniose Visceral (LV) é uma doença causada por um protozoário da espécie Leishmania chagasi. O ciclo evolutivo apresenta duas formas: amastigota, que é obrigatoriamente parasita intracelular em mamíferos, e promastigota, presente no tubo digestivo do inseto transmissor. É conhecida como calazar, esplenomegalia tropical e febre dundun

Metas: Leishmanioses: Trabalhar no combate ao vetor transmissor da doença, assim como, no bloqueio do ciclo que envolve o contexto entomológico.

Indicadores: Leishmanioses: Considerando as atribuições desenvolvidas pela equipe de leishmanioses no município e os resultados apresentados, o programa vem desenvolvendo suas atividades, considerando os contratempos e empecilho cotidiano.

Resultados: Leishmanioses: Foi realizado trabalho na zona urbana e zona rural (6 localidades): 98 visitas domiciliares; 75 teste rápido ( 34 reagente); 5 Eutanasia; borrifação em 5 localidades; e entomologia.


PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE DA DENGUE (PNDC 2019


Número: 19

Responsável: Secretaria de Saúde

Descrição: Dengue: O PNCD procura incorporar as lições das experiências nacionais e internacionais de controle da dengue, enfatizando a necessidade de mudança nos modelos anteriores, fundamentalmente em alguns aspectos essenciais: 1) a elaboração de programas permanentes, uma vez que não existe qualquer evidência técnica de que erradicação do mosquito seja possível, a curto prazo; 2) o desenvolvimento de campanhas de informação e de mobilização das pessoas, de maneira a se criar uma maior responsabilização de cada família na manutenção de seu ambiente doméstico livre de potenciais criadouros do vetor; 3) o fortalecimento da vigilância epidemiológica e entomológica para ampliar a capacidade de predição e de detecção precoce de surtos da doença; e outros.

Metas: Dengue: Combater os possíveis focos depositários dos óvulos do mosquito aedes aegypti, consequentemente, reduzir e extinguir casos de doença (dengue, zika e chikungunya) transmitidas pelo vetor (aedes aegypti); Intensificar o trabalho socioeducativo, visto publicizar informação a comunidade; Reduzir os índices de vetores positivos no município.

Indicadores: Dengue: São apresentados indicadores epidemiológicos para acompanhamento da infestação predial e depósitos predominantes através do Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti – LIRAa. Assim como, o acompanhamento por ciclo desenvolvido, sendo analisadas em laboratório as amostras de larvas coletadas pelos agentes de endemias.

Resultados: Dengue: Foram realizados 3 (três) ciclos em todo o município (zona urbana e rural) e 2 (dois) Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti – LIRAa. LIRAa: realizado em fevereiro 2.05 (índice alerta de surto) LIRAa: realizado em Maio 1.97 (índice alerta de surto) Resultado Geral do Município com um Total de: Imóveis informados 46.159 Imóveis trabalhados 40.612 (visita domiciliar ) Imóveis realizado focal 19.813 Depósitos tratados 29.848 Foi apresentado um índice predial de: 0.94 (índice alerta de surto) Foi apresentado um índice breteau de: 1.04 (índice alerta de surto)


Pré Natal


Número: 1

Responsável: Coordenação de Atenção básica : Maria Clara Pinho Barreto Silva

Descrição: É a assistência na área da enfermagem e da medicina prestado à gestante durante os nove meses de gravidez, papel fundamental na prevenção e/ou detecção precoce de patologias tanto maternas como fetais, permitindo um desenvolvimento saudável do bebê e reduzindo os riscos da gestante. Informações sobre as diferentes vivências devem ser trocadas entre as mulheres e os profissionais de saúde. Essa possibilidade de intercâmbio de experiências e conhecimentos é considerada a melhor forma de promover a compreensão do processo de gestação.

Metas: - Preparar a mulher para a maternidade, trazendo informações educativas sobre o parto e o cuidado da criança (puericultura); - Fornecer orientações essenciais sobre hábitos de vida e higiene pré-natal; - Orientar sobre a manutenção do estado nutricional apropriado; - Orientar sobre o uso de medicações que possam afetar o feto ou o parto ou medidas que possam prejudicar o feto; - Tratar das manifestações físicas próprias da gravidez; - Tratar de doenças existentes, que de alguma forma interfiram no bom andamento da gravidez; - Fazer prevenção, diagnóstico precoce e tratamento de doenças próprias da gestação ou que sejam intercorrências previsíveis dela; - Orientar psicologicamente a gestante para o enfrentamento da maternidade;

Indicadores: No Município temos 307 gestantes cadastrados no programa (Julho/2019), que realizam acompanhamento nas Unidades de Saúde da Família, através de consultas médica e de enfermagem.

Resultados: Os resultados são satisfatórios, pois as gestantes buscam o programa, para: acompanhamento, orientação e os cuidados com a gestação, contando com o acompanhamento e o suporte dos profissionais, proporcionando a elas uma gestação assistida.

Informações Adicionais: As consultas são realizadas mensalmente até o 7º mês de gestação. No 8º mês é realizada quinzenalmente e no 9° mês semanalmente.


PLANEJAMENTO FAMILIAR


Número: 1

Responsável: Coordenação de Atenção básica : Maria Clara Pinho Barreto Silva

Descrição: É um conjunto de ações que auxiliam homens e mulheres a planejarem a chegada dos filhos, e também a prevenir gravidez não planejada. São disponibilizados métodos contraceptivos orais e injetáveis e consulta para encaminhamento para método cirúrgico (Vasectomia e Laqueadura) e Preservativo. Além de fornecer orientações sobre a saúde sexual e prevenção às DST’s (Doenças sexualmente Transmissíveis).

Metas: - Promover comportamentos saudáveis face à sexualidade; -Informar e aconselhar sobre a saúde sexual e reprodutiva; -Reduzir a incidência das infecções sexualmente transmissíveis e as suas conseqüências, nomeadamente a infertilidade; -Reduzir a mortalidade a materna, perinatal e infantil; -Permitir que o casal decida quando quer ter filhos, o número de filhos que quer ter e o espaçamento entre eles; -Preparar e promover uma maternidade e paternidade responsável; -Melhorar a saúde sexual e reprodutiva do casal e o bem-estar da família.

Indicadores: No Município foram realizadas 608 consultas de pacientes cadastrados no programa (Julho/2019), que realizam acompanhamento nas Unidades de Saúde da Família, através de consultas médica e de enfermagem e na dispensa e administração de medicação.

Resultados: Apesar do programa, ainda temos um alto índice de Gravidez na Adolescência, onde muitos têm receio de procurar a Unidade de Saúde da Família por vergonha ou medo dos pais descobrirem. Estamos em busca de resultados mais satisfatórios, em processo de conscientização dos mesmos e dos pais, através do PSE (Programa de Saúde na Escola) e Ações Educativas nas Unidades.

Informações Adicionais: O que é que se faz nas consultas de Planejamento Familiar? Esclarecem-se dúvidas sobre a forma como o corpo se desenvolve e o modo com funciona em relação à sexualidade e à reprodução tendo em conta a idade da mulher; Informa-se sobre a gravidez; É feito acompanhamento clínico e na escolha do método contraceptivo; Fornecem-se, gratuitamente, os métodos contraceptivos; Prestam-se esclarecimentos sobre as conseqüências de uma gravidez não desejada; Presta-se ajuda na prevenção, no diagnóstico e no tratamento de infecções sexualmente transmissíveis.Efetua-se o rastreio do cancro da mama e do colo do útero.


Saúde da Criança


Número: 1

Responsável: Coordenação de Atenção básica : Maria Clara Pinho Barreto Silva

Descrição: Acompanhamento desde o nascimento até os 02 anos de vida. Com consultas intercaladas, para orientações gerais desde amamentação, introdução alimentar, suplementação de vitamina e informações importantes de acordo com a idade da criança.

Metas: Realizar o acompanhamento das crianças do município.

Indicadores: No Município, foram realizadas 212 consultas de puericultura (Julho/2019).

Resultados: : Ainda existe baixa adesão ao programa, estamos em processo de melhoria dos resultados, através da conscientização das mães desde o acompanhamento Pré Natal e a importância desse acompanhamento posteriormente ao nascimento do bebê.


Hiperdia


Número: 1

Responsável: Coordenação de Atenção básica : Maria Clara Pinho Barreto Silva

Descrição: O Hiperdia destina-se ao cadastramento e acompanhamento de portadores de hipertensão arterial e/ou diabetes mellitus atendidos na rede ambulatorial do Sistema Único de Saúde – SUS, permitindo gerar informação para aquisição, dispensação e distribuição de medicamentos de forma regular e sistemática a todos os pacientes cadastrados, a fim de que através do cuidado especial consigamos fazer um controle das doenças e garantir uma melhor qualidade de vida aos pacientes.

Metas: METAS: - Garantir as consultas (evitar as desmarcações sucessivas de consultas); -Diminuir o intervalo entre as consultas de controle; - Prevenção, diagnóstico e terapêutica mais precoce possível das complicações; -Diminuir a Carga de trabalho inesperada/constrangimentos; (pedidos de receitas); -Aumentar o acesso aos cuidados e orientações complementares à terapêutica;

Indicadores: No Município temos 3909 pacientes cadastrados no programa, que realizam acompanhamento nas Unidades de Saúde da Família, através de consultas medicas e de enfermagem intercaladas a cada três meses.

Resultados: A adesão ao programa tem tido uma acedência nos últimos anos, podendo considerar os resultados satisfatórios. Pois os usuários já buscam o programa com maior freqüência, para: acompanhamento, orientação e tratamento para o cuidado com a saúde. O portador de doença crônica desenvolve um conjunto de aprendizagens ou estratégias que lhe possibilitem conviver com a doença. Dessa forma, para os portadores de HA e DM, a adesão ao programa ocorre também como auxílio para o enfrentamento de sua nova condição de vida, pois podem contar com o acompanhamento e o suporte dos profissionais.

Informações Adicionais: Os pacientes realizam a aferição da Pressão Arterial, aferição da Glicemia capilar, e peso. São distribuídos medicações nas farmácias das Unidades, e realizados palestras e sala de espera, para conscientização e orientação da população sobre as patologias: prevenção e seus cuidados.


Visita Domiciliar


Número: 1

Responsável: Coordenação de Atenção básica : Maria Clara Pinho Barreto Silva

Descrição: Na ESF a VD constitui uma atividade utilizada com a finalidade de subsidiar a intervenção no processo saúde doença de indivíduos ou o planejamento de ações almejando à promoção de saúde da coletividade, para pacientes que possuem algum impedimento de locomoção até a Unidade de Saúde da Família., se constituindo em um instrumento essencial, utilizado pelos integrantes das equipes de saúde para conhecer as condições de vida e saúde das famílias sob sua responsabilidade.

Metas: Realizar o cuidado à saúde de forma mais humana, acolhedora, estabelecendo laços de confiança entre os profissionais e os usuários, a família e a comunidade, ampliando o acesso da população às ações da Saúde em um dos pontos de sua rede de atenção: o domicílio, a unidade residencial de determinada família.

Indicadores: No Município, em Julho/2019 foram realizadas 86 Visitas Domiciliares, pela Estratégia de Saúde da Família.

Resultados: São satisfatórios, pois a prestação de assistência à saúde no domicílio vai além de levar a equipe de saúde ao encontro do paciente com alguma dificuldade de locomoção, ou de oferecer orientações, assim como realizar encaminhamento quando necessário.


Agentes Comunitários de Saúde


Número: 1

Responsável: Coordenação de Atenção básica : Maria Clara Pinho Barreto Silva

Descrição: Os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Combate a Endemias (ACE) são trabalhadores importantes dentro do Sistema Único de Saúde. Ambos trabalham com a comunidade da área, do bairro, da cidade ou da região rural para facilitar o acesso da população à saúde e prevenir doenças. O ACS deve visitar regularmente residências e fazer registros da população, em relação a documentos básicos para o acesso aos serviços de saúde e em relação aos possíveis problemas de saúde que possam ser identificados na residência. Assim, o ACS deve orientar pessoas em relação à sua saúde, encaminhando ao posto de saúde ou outros locais de atendimento sempre que necessário.

Metas: Realizar a visita domiciliar do ACS e o acompanhamento de 100% das famílias cadastradas pelos mesmos.

Indicadores: No Município, totaliza-se 104 Agentes Comunitários de Saúde, em Julho/2019 foram realizadas 7272 visitas às residências das famílias cadastradas.

Resultados: Estamos a caminho de resultados satisfatórios, visto que ainda existem falhas no acompanhamento dessas famílias.

Informações Adicionais: Os ACS, como fazem parte da Política Nacional de Atenção Básica (Portaria nº 2.488 de 2011), devem sempre fazer parte de uma equipe de atenção básica ou de uma equipe de saúde da família na comunidade onde mora.


Exame Citopatologico do Colo do Útero (Preventivo


Número: 1

Responsável: Atenção Básica

Descrição: É um teste realizado para detectar alterações nas células do colo do útero.. O nome "Papanicolaou" é uma homenagem ao patologista grego Georges Papanicolaou, que criou o método no início do século. Para garantir um resultado correto, a mulher não deve ter relações sexuais (mesmo com camisinha) nos dois dias anteriores ao exame, evitar também o uso de duchas, medicamentos vaginais e anticoncepcionais locais nas 48 horas anteriores à realização do exame. É importante também que não esteja menstruada, porque a presença de sangue pode alterar o resultado.

Metas: - Toda mulher que tem ou já teve vida sexual deve submeter-se ao exame preventivo periódico, especialmente as que têm entre 25 e 59 anos. - Detectar lesões precocemente e fazer o diagnóstico da doença (Câncer de Colo de Útero) de maneira precoce.

Indicadores: No Município, até Agosto/2019 foram realizados 824 exames Citopatológico do Colo do Útero.

Resultados: São satisfatórios, pois são resultados fidedignos e em caso de achados anormais, são realizados os encaminhamentos necessários pela equipe.

Informações Adicionais: A mulher deve retornar ao local onde foi realizado o exame (Unidade de Saúde da Família) na data marcada para saber o resultado e receber instruções. Tão importante quanto realizar o exame é buscar o resultado e apresentá-lo ao enfermeiro ou médico. OBS: Em caso de exames alterados, a equipe contacta o paciente de maneira rápida para as devidas providências e encaminhamentos.



Órgão: Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social

PROJETO PARA GRUPO DE GESTANTES


Número: 11

Responsável: CRAS MARIA MADALENA E CRAS ARACI

Descrição: A gestação é um momento peculiar, uma vez que “gestar” é um processo único e que mobiliza uma série de sentimentos nas pessoas envolvidas. É um período complexo, quando se evidenciam várias transformações, tanto físico como psicológicas, exigindo adaptações que não decorrem de aprendizagem cognitiva, mas da elaboração de uma vivência. Partindo dessas premissas que o Centro de Referencia Assistência Social (CRAS) convida gestantes para participarem do grupo.

Metas: A iniciativa de uma elaboração de grupo – aos moldes do grupo de desenvolvimento, proposto nas orientações técnicas do MDS (MDS, 2006) – é produto de um processo de trabalho, de um encontro com as demandas do território adscrito no CRAS Maria Madalena. Partindo dessas premissas e de informações colhidas no CRAS Maria Madalena e devido à procura pelo Benefício Enxoval que cada vez mais vem aumentando essa demanda, foi que a partir daí surgiu o interesse em iniciarmos essas atividades com as gestantes, para que além de conceder esse benefício possa haver essa interação entre o CRAS e as gestantes, e fazer o devidamente do cadastro e possível acompanhamento familiar

Indicadores: CRONOGRAMA 1º Apresentação do Projeto e o tema: Mudanças Físicas e Emocionais na Gestação Equipe Técnica do CRAS. 14 de maio de 2019 2º Planejamento Familiar e Valores da Família (afeto e respeito), com a chegada de um membro. Psicóloga 11 de junho 2019 3º Encerramento Equipe Técnica do CRAS Data a definir.

Resultados: Em processo


Posto de Cadastramento Cadastro Único


Número: 6

Responsável: Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social

Descrição: O Cadastro Único é uma tecnologia social de identificação e caracterização socioeconômica das famílias de baixa renda domiciliadas no território brasileiro, que são aquelas que possuem renda mensal de até ½ salário mínimo por pessoa.

Metas: O Cadastro Único é um conjunto de informações sobre as famílias brasileiras em situação de pobreza e extrema pobreza. Essas informações são utilizadas pelo Governo Federal, pelos Estados e pelos municípios para implementação de políticas públicas capazes de promover a melhoria da vida dessas famílias.

Indicadores: O governo federal utiliza os dados do Cadastro Único para conceder benefícios e serviços de programas sociais, como: Tarifa Social de Energia Elétrica, Benefício de Prestação Continuada (BPC), Programa Bolsa Família, entre outros. Os dados do Cadastro Único também podem ser utilizados para o mapeamento das vulnerabilidades locais, o planejamento das ações e a seleção de beneficiários dos programas sociais geridos pelo município.

Resultados: Taxa de Atualização Cadastral (TAC) do município é de 91,0%, enquanto a média nacional é de 86,7%. A TAC é calculada pela divisão do número de famílias cadastradas com renda mensal per capita de até ½ salário mínimo com cadastro atualizado pelo total de famílias cadastradas com renda mensal per capita de até ½ salário mínimo, multiplicado por cem.

Informações Adicionais:



Órgão: Secretaria Municipal de Educação

Programa Novo Mais Educação


Número: 3

Responsável: Mariana Oliveira Ramos

Descrição: É uma estratégia do Ministério da Educação que tem como objetivo melhorar a aprendizagem em língua portuguesa e matemática no ensino fundamental, por meio da ampliação da jornada escolar de crianças e adolescentes, otimizando o tempo de permanência dos estudantes na escola.

Metas: Melhora o resulto do IDEB. Melhorar o rendimento dos alunos na sala de aula. Aumentar o tempo de permanência dos alunos na escola para melhorar o desempenho escolar. Combater a evasão escolar, a reprovação e a distorção idade/série. Melhorar a aprendizagem em língua portuguesa e matemática no ensino fundamental por meio da complementação da carga horária de cinco ou quinza horas semanais, no turno e no contraturno escolar.

Indicadores: - Alfabetização, ampliação do letramento e melhoria do desempenho em língua portuguesa e matemática das crianças e dos adolescentes, por meio de acompanhamento pedagógico específico; - Redução do abandono, da reprovação, da distorção idade/ano, mediante a implementação de ações pedagógicas para melhoria do rendimento e desempenho escolar; - Melhoria dos resultados de aprendizagem do ensino fundamental, nos anos iniciais e finais – 3º e o 9º ano do ensino fundamental regular. - Ampliação do período de permanência dos alunos na escola.

Resultados: A programação extracurricular permite que os estudantes pratiquem esportes, atividades culturais que dificilmente poderiam conhecer de outra forma. Melhor rendimento nas disciplinas de língua portuguesa e matemática. Melhoria no resultado do IDEB.


Programa Saúde na Escola


Número: 2

Responsável: Mariana Oliveira Ramos

Descrição: É uma política intersetorial do Ministério da Saúde e do Ministério da Educação instituído em 2007, por decreto presidencial. O programa atende aos estudantes de Creches até a Educação de Jovens e Adultos.

Metas: Integração e articulação permanente da educação e da saúde, promovendo melhoria na qualidade de vida da população brasileira. Contribuir para formação integral de estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde, com vistas ao enfrentamento das vulnerabilidades que comprovem o pleno desenvolvimento de crianças e jovens da rede pública de ensino.

Indicadores: Avaliação das Condições de Saúde das crianças, adolescentes e jovens que estão na escola pública; Promoção da Saúde e de atividades de Prevenção; Educação Permanente e Capacitação dos Profissionais da Educação e da Saúde e de Jovens; Monitoramento e Avaliação da Saúde dos Estudantes; Monitoramento e Avaliação do Programa.

Resultados: Fortalecimento dos vínculos comunitários. Qualificação dos profissionais de saúde e educação. Ampliação dos fatores de cuidado e proteção social. Favorecimento das relações interpessoais cooperativas e inclusivas no espaço escolar.


Despertar


Número: 1

Responsável: Maria Eliciana dos Santos

Descrição: Programa criado pelo SENAR-BA (Serviço Nacional de Aprendizad Rural).

Metas: Contribuir para a mudança de hábitos, comportamentos e atitudes com relação às questões ambientais, saúde, ética e cidadania.

Indicadores: Desde 2005, o Programa Despertar vem ampliando o papel social, tendo como objetivo promover a educação voltada para a responsabilidade social, em busca de alavancar mudança de valores, aliada a uma postura cidadã e socioambiental. O programa atende aos alunos da Educação do Campo, do Infantil ao 9º ano do ensino fundamental, trabalhando a Educação Socioambiental com temas transversais: meio ambiente, ética, saúde, cidadania, pluralidade cultural. Assim, o Despertar forma crianças e jovens do meio rural, preparando-os para a vida e para o exercício da cidadania.

Resultados: Premiação no concurso estadual do Programa Despertar nas categorias: - Agente Despertar (3º lugar) - Experiência pedagógica e socioambiental (1º e 2º lugar) - Redação (2º lugar) - Desenho (1º lugar) - Portifólio (4º lugar) Também é notório a mudança de comportamento com relação as questões ambientais presentes nos estudantes que estão inseridos no Programa Despertar.



Órgão: Secretaria de Infraestrutura, Obras, Transportes e Serviços Públicos

Segurança Urbana


Número: 2

Responsável: Secretaria de Infraestrutura, Obras, Transportes e Serviços Públicos

Descrição: Implantação de grades de segurança no centro de abastecimento na sede do município.

Metas: Afim de tonar um lugar mais seguro para população.

Resultados: Grade implantadas e já sendo utilizada na segurança do local.


Manutenção da rede de esgoto Municipal.


Número: 1

Responsável: Secretaria de Infraestrutura e Obras.

Descrição: Manutenção da rede e caixa de esgoto na Rua David da Cruz no Bairro da Bombinha.

Metas: A prefeitura da cidade de Araci, através da Secretária Municipal de Infraestrutura efetuam manutenção diária na rede de esgoto do município, afim de proporcionar o bem estar da população e do meio ambiente municipal.

Indicadores: A rede recuperada gera fluides no esgotamento e consequentemente o bem-estar de todos.

Resultados: A rede de esgoto na Rua David da Cruz no Bairro da Bombinha funcionando normalmente.


Manutenção da rede de esgoto Municipal.


Número: 1

Responsável: Secretaria de Infraestrutura e Obras.

Descrição: Manutenção de rede de esgoto e calcamento da Rua Marcionilia Santina da silva, Bairro do coqueiro.

Metas: A prefeitura da cidade de Araci, através da Secretária Municipal de Infraestrutura efetuam manutenção diária na rede de esgoto do município, afim de proporcionar o bem-estar da população e do meio ambiente municipal.

Indicadores: A rede recuperada gera fluides no esgotamento e consequentemente o bem-estar de todos.

Resultados: A rede de esgoto na Rua Marcionilia Santina da silva, Bairro do coqueiro funcionando normalmente.



Órgão: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

GARANTIA SAFRA 2019


Responsável: SECRETARIA DE AGRICULTURA, MEIO AMBIENTE E RECURSOS HÍDRICOS

Descrição: O Garantia-Safra (GS) é uma ação do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) inicialmente voltada para os agricultores familiares que vivem no Nordeste do Brasil e no Norte dos estados de Minas Gerais e do Espírito Santo.

Metas: Minimizar perda sistemática de safra por motivo de seca ou excesso de chuvas.

Indicadores: O Garantia-Safra tem como beneficiários os agricultores que possuem renda familiar mensal de, no máximo, 1,5 (um e meio) salário mínimo e que plantam entre 0,6 e 5 hectares de feijão, milho, arroz, mandioca, algodão.

Resultados: Os agricultores recebem 5 parcelas no valor de 170,00 (valor poder alterado com o passar dos anos) assim minimiza os transtornos causados com a perca da safra


ITR 2019


Responsável: SECRETARIA DE AGRICULTURA, MEIO AMBIENTE E RECURSOS HÍDRICOS

Descrição: É um Imposto Territorial Rural que tem como base de cálculo, o valor fundiário da propriedade rural (Art. 30, CTN).

Metas: Segundo a Receita, o Imposto Territorial Rural visa desestimular os grandes latifúndios improdutivos: “a alíquota será maior para propriedades de maior área e baixo grau de utilização”.

Indicadores: Em algumas situações, não é necessário pagar ou entregar a declaração anual (DITR) deste imposto. Mais precisamente, em situações de imunidade e isenção do ITR. Caso não se classifique como imune ou isento, é obrigatório que pague o Imposto Territorial Rural dentro da data estabelecida e faça a declaração do mesmo. A DITR deve ser entregue anualmente, ela é preenchida através do Programa ITR, disponibilizado no site da Receita Federal, e deve ser transmitida por meio do Receitanet. Importante: o não pagamento do imposto resulta em multas e pode impossibilitar a realização de algumas ações, voltadas, por exemplo, à obtenção de financiamento.

Resultados: Facilidade na aposentadoria, já que para o agricultor se aposentar como lavrador precisa está com os ITERS de todos os anos trasnmitidos.


GARANTIA SAFRA 2019


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Descrição: O AGRICULTOR QUE PAGAR O BOLETO PARA ADERIR AO SEGURO DO ANO, UMA VEZ CONSTATADA A PERDA TOTAL DA SAFRA, RECEBERÁ R$ 850,00 DIVIDIDOS EM 5 PARCELAS DE 170,00 CADA. A TAXA DO BOLETO É DE 8,50 POR AGRICULTOR

Metas: AJUDAR AOS AGRICULTORES A MINIMIZAREM OS DANOS CAUSADOS PELA SECA NO MUNICÍPIO.

Resultados: JÁ SÃO 3.000 AGRICULTORES CADASTRADOS NO PROGRAMA GARANTIA SAFRA.


ITR 2019


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Descrição: É um Imposto Territorial Rural que tem como base de cálculo, o valor fundiário da propriedade rural.

Metas: FACILIDADE NA APOSENTADORIA, JÁ QUE PARA O AGRICULTOR SE APOSENTAR COMO LAVRADOR PRECISA ESTÁ COM OS ITERS TODOS TRANSMITIDOS ANUALMENTE

Resultados: A SECRETARIA JÁ DECLAROU MAIS DE 1.500 ITRS GRATUITAMENTE PARA OS AGRICULTORES.

Informações Adicionais: DECLARAMOS ANUALMENTE SEM NENHUM CUSTO AS TERRAS DOS AGRICULTORES DESTE MUNICÍPIO


CCIR / INCRA 2019


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Descrição: O Certificado de Cadastro de Imóvel Rural - CCIR é documento emitido pelo Incra e constitui prova do cadastro do imóvel rural. O certificado é indispensável para desmembrar, remembrar, arrendar, hipotecar, vender ou prometer em venda o imóvel rural e para homologação de partilha amigável ou judicial.

Metas: IMPLEMENTARMOS A POLÍTICA AGRÁRIA E REALIZAR O ORDENAMENTO FUNDIÁRIO NACIONAL, CONTRIBUINDO PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL.

Resultados: UMC Unidade de cadastramento do INCRA Municipal e já realizou mais 900 de cadastros no ano 2019.


CAMINHÃO PIPA 2019


Responsável: Secretaria de Agricultura , Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Descrição: DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA POTÁVEL PARA AUXÍLIO AOS MORADORES RURAIS QUE ENFRENTAM A SECA SEVERA .SEMPRE ORIENTANDO À POPULAÇÃO SOBRE O USO RACIONAL DA ÁGUA.

Metas: MINIMIZAR O SOFRIMENTO DOS NOSSO AGRICULTORES COM A FALTA DE ÁGUA NA COMUNIDADE

Indicadores: TEM COMO PRIORIDADE AS FAMÍLIAS CARENTES DA ZONA RURAL

Resultados: FORAM OFERTADAS ATRAVÉS DO CARRO PIPA MAIS DE 7.000 ( SETE MIL) CARRADAS DE ÁGUA EM TODO MUNICÍPIO EM 2019